Como reduzir a inadimplência? Confira 5 dicas!

Tempo de leitura: 6 minutos

Após a grande crise econômica enfrentada pelo Brasil em 2016, a inadimplência se tornou um assunto recorrente, especialmente nos bancos e em outras empresas que trabalham com concessão de crédito.

Desse modo, gestores vêm apostado em ferramentas tecnológicas para conseguir reduzir a inadimplência para que, consequentemente, seus negócios se mantenham estáveis no mercado.

Além de impactar fortemente a taxa de churn de serviços (taxa de cancelamento do seu negócio feito pelo cliente), a falta de pagamento dos clientes pode implicar em uma série de malefícios, como redução de capital de giro, desligamento de funcionários, fechamento de negócios e outros.

Segundo dados do Sistema Financeiro Nacional (SFN), uma taxa aceitável de inadimplência é de 5% referentes aos saldos em atraso acima de 90 dias de atraso.

Mas e quando esse valor é ultrapassado? O que fazer? É sobre isso que vamos falar neste post.

Continue a leitura e conheça cinco maneiras para reduzir a inadimplência na sua empresa de uma vez por todas!

1. Faça cobranças por telefone e SMS

Quando um cliente não faz o pagamento na data prevista, isso significa que a empresa vai financiar o inadimplente — e, caso não tenha recursos próprios para esperar os pagamentos, terá que usar limites de crédito, fazer empréstimos, adiantar outros recebimentos ou descontar títulos no banco.

cobrança pode parecer uma fase um tanto quanto incômoda, mas é necessária. Para facilitar o início desse processo, é importante classificar alguns pontos, tais como: tipo de dívida a ser abordada, faixa etária média da carteira e faixa de atraso.

Depois levantar tais pontos e fazer a classificação, você poderá seguir algumas etapas para a realização da cobrança:

  • envio de um SMS ou telefonema para informar amigavelmente o débito;
  • caso não haja sucesso na primeira etapa, faça contato novamente e informe que, caso não seja efetuado o pagamento, a empresa precisará acionar órgãos de proteção ao crédito;
  • se a dívida não for quitada, realizar o registro no órgão de proteção ao crédito.

Na primeira e na segunda etapa, ao utilizar SMS, o custo para realizar a cobrança será menor do que cartas, que devem ser impressas e têm valor de envio.

Com a solução SMS da Assertiva, por exemplo, sua empresa consegue atingir um alto número de pessoas, com grande potencial de resultado e pagando pouco.

Por meio da solução é possível enviar mensagens rapidamente para várias pessoas, complementando as ligações. Sem dúvidas, isso resultará na otimização de tempo e estratégia.

2. Mantenha os dados dos clientes atualizados

É de extrema importância ter informações atualizadas sobre seus clientes — principalmente formas de contato, como e-mail, número de telefone e endereço.

Isso ajuda caso haja inadimplência e seja necessária a realização de contato.

Além disso, ao conhecer o histórico de compras e pagamentos, por exemplo, será possível definir a concessão de crédito ou não, aumentando as chances de os esforços se transformarem em resultados positivos.

Ao ter essas informações, você saberá diferenciar os clientes comprometidos e poderá oferecer mais benefícios para esse grupo.

Com a solução Base Certa, sua empresa terá uma base de dados cadastrais para conquistar da melhor forma possível os objetivos traçados.

A solução vai filtrar e enriquecer a base de dados, ajudando tanto na busca por informações já existentes quanto na correção de dados errados ou apresentação de novos cadastros.

3. Faça uma análise de crédito

Outra forma de garantir a redução da taxa de inadimplência é fazer uma análise de crédito prévia para verificar se, em algum momento, o cliente já teve (ou tem) problemas com falta de pagamento.

Isso ajudará na hora de a sua empresa decidir, de forma mais intuitiva, a quem deve fornecer crédito, além de mitigar riscos e aumentar as vendas.

Usando a solução Crédito Mix, por exemplo, você poderá verificar por meio de CPF ou CNPJ a pontuação financeira e o histórico de pagamentos do cliente. Desse modo, suas transações serão mais seguras ao ter um panorama ideal da saúde financeira dos seus consumidores.

4. Venda melhor

A partir do momento em que sua empresa consegue focar em bons clientes, que fazem o pagamento corretamente e até mesmo se tornam fiéis à sua marca, sua receita é impactada positivamente.

No entanto, sabemos que é uma árdua tarefa tanto para a área de marketing quanto para a de vendas encontrar os melhores clientes B2B, não é mesmo?

Desse modo, a forma mais prática de conseguir mirar nos clientes ideais e investir seus esforços é utilizando uma ferramenta que encontre os melhores clientes na sua base em apenas alguns cliques, como a solução Venda Mais.

Por meio dela, é possível mapear o melhor consumidor ao analisar informações personalizadas dentro da plataforma, fazendo com que suas chances de venda aumentem e haja melhor aproveitamento do tempo utilizado.

Além disso, ela ainda fornece todas as informações necessárias para a prospecção de novos clientes.

5. Evite vender sem nota fiscal

Além de ser ilegal, ao vender sem nota fiscal a empresa fica sem qualquer tipo de amparo na lei, que pode ser necessário para casos judiciais com inadimplentes — isso pode causar danos financeiros e manchar a imagem institucional.

Para evitar esses problemas é necessário verificar se os parceiros estão de acordo com as normas da Receita Federal.

No entanto, as consultas podem ser falhas e até mesmo mais demoradas, reduzindo a eficiência da operação. Dessa forma, com a solução Foco Fiscal é possível verificar o CPF ou o CNPJ do consumidor com maior facilidade.

Viu como é importante tomar ações preventivas para combater a inadimplência na sua empresa? Fazer uma boa análise de crédito e manter os dados de clientes atualizados auxilia na tomada de decisões de forma mais estratégica.

No entanto, ao perceber que já existem clientes inadimplentes, é importante realizar a cobrança, sem esquecer de tentar enxugar ao máximo os custos.

Uma ótima forma de se munir contra os não pagantes é sempre emitir notas fiscais e automatizar os processos a fim de ganhar tempo nas ações.

Agora que você já sabe do poder das nossas soluções para reduzir a inadimplência, não deixe de baixar o nosso e-book de planejamento estratégico de cobrança!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *