Comunicação humanizada para escritórios de advocacia

Tempo de leitura: 5 minutos

Nos dias de hoje, muito se fala de como levar uma nova experiência ao cliente. Novas tecnologias são lançadas de forma recorrente e todas elas têm um foco: otimização, produtividade e redução de investimento financeiro. Todas elas são bem digitais e não necessitam de muita mão do ser humano, pois temos a inteligência artificial por aí para suprir o que nós deixamos passar.

Concordamos que ter algo que otimiza o nosso trabalho, aumenta a produtividade e faz com que reduzamos tanto o gasto de dinheiro desnecessário, quanto o tempo que investimos em algo que seja mecânico demais. Mas você já parou para pensar o quanto estamos distanciando o nosso contato com o nosso cliente?

No mercado jurídico, as novas tecnologias ainda não entraram de cabeça e começaram a imperar dentro das empresas, mas de uma forma bem vagarosa, os escritórios estão se mostrando mais abertos a ferramentas que os deixe com cada vez mais autonomia na hora de trabalhar. Como já falamos aqui em outros conteúdos, há diversas novidades para os escritórios de advocacia que estão pensando em ter mais recursos e captar novos clientes.

Alguns deles foram criados pensando em como contornar erros de gestão dentro de um escritório. Ferramentas mais famosas são direcionadas para empresas que querem ter mais facilidade na hora do acesso à informação, além de ter mais liberdade e organização dispensando os inúmeros papéis que um escritório de advocacia gasta toda vez que um novo processo entra.

O que é Comunicação Humanizada?

Antes de tudo, temos que entender que a comunicação humanizada não é uma ferramenta, nem uma metodologia, muito menos uma tendência de mercado. Ela é uma necessidade. Com o crescimento da população e o crescimento da renda fixa – mesmo tendo um índice de desempregados bem alto -, nós tivemos um aumento considerável de pessoas com poder de compra para diversos tipos de serviços e produtos.

Essas pessoas também começaram a se tornar mais politizadas e conscientes sobre a atual situação em que vivemos. Isso fez com que o senso crítico ficasse mais aguçado e um novo perfil de consumidor surgiu. Agora os nossos clientes sabem como eles querem ser tratados e em quais pontos eles podem se sentir lesados à ponto de pedir um cancelamento ou bloqueio de um serviço contratado.

A Comunicação Humanizada nada mais é do que uma necessidade de mostrar ao seu cliente todo o valor positivo que o seu produto irá entregar. E não é apenas elogiar o que você faz e dizer que você acredita no que ele entrega, mas sim contar a verdade e mostrar a realidade na qual você está inserida. Dados de mercado, dados da concorrência, tratativas fora das convencionais e conversas informais com o seu cliente faz com que ele se sinta parte de algo maior. Tente imaginar uma situação em que o seu cliente te avaliou com 10 no seu NPS apenas porque os seus atendentes de suporte usaram a tratativa de uma comunicação mais humanizada.

Como implantar?

Dentro do mercado jurídico temos, por costume, um perfil em que não se trabalha a fidelização de clientes, uma vez que escritório lidam com problemas pontuais. Porém temos casos de escritórios que trabalham com grandes empresas e terceirizam o setor jurídico, desta forma vemos um cenário onde a comunicação humanizada pode atuar. Falando do perfil, também falamos de profissionais com vocabulário rebuscado e extremamente técnico. Então trazer estes termos para um mundo mais próximo do seu cliente também é uma forma de humanizar a sua comunicação.

Um bom passo para você tentar implantar a comunicação humanizada no seu time de vendas, atendimento e suporte é pegar os grandes cases de sucesso de empresas que são revolucionárias por isso e extrair o que você pode aplicar no seu escritório. A Nubank, fintech de cartões de crédito, tem se destacado neste ramo – e o melhor, por ser 100% digital. Em matéria amplamente divulgada, a diretoria da corporação dizia que essa era uma das maiores lacunas que eles precisavam preencher, ou seja, quando se tratava de dinheiro você precisa agregar além do valor positivo, precisa mostrar confiança.

Outros casos que podem ser avaliados são de empresas como a Netflix, Zappos, Domino’s e muitas outras que estão ganhando a frente na hora de levar uma nova experiência ao seu consumidor. Sabemos que as citadas acima não tem muito a ver com o mercado jurídico, porém como eles aplicam no dia a dia é uma prática, quase que, universal.

Quais são as vantagens?

Com o advento do marketing digital e todas as ferramentas que ele trouxe para otimizar o seu trabalho e reduzir seus custos, podemos enxergar que há uma preocupação geral em como conseguir manter o cliente por mais tempo em sua carteira e completamente satisfeito com o que está sendo ofertado.

Essa preocupação pode ser apaziguada com a contratação de diversos tipos de soluções, independente de qual seja, porém mudar o tom de voz e a conduta de se tratar aquele cliente pode mudar muito o entendimento que você tem do que é ter uma empresa transparente.

Disparos de e-mail marketing, atendimento automatizado via chat, WhatsApp empresarial e muitas outras ferramentas que ganharam ascensão são ótimas soluções para começar a trabalhar a comunicação humanizada. Dentro de tudo isso, as vantagens que essa nova conduta traz são inúmeras: podemos ver retenção na carteira de clientes de forma mais eficaz, cliente mais satisfeito com o serviço oferecido, além de dar o sentimento de familiarização – o cliente se sente pertencente ao time e empresa.

Quer saber mais sobre como melhorar a relação com seus clientes?

A comunicação humanizadas das peças chave para um bom relacionamento com o cliente. Conhecê-los e entender qual seu grau de satisfação é ainda mais importante. Se você quer saber mais sobre como conhecer o ponto de vista de seus clientes, confira aqui um artigo completo sobre uma solução que pode ajudar você 😀

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *