Por que você não consegue prospectar clientes na advocacia?

Tempo de leitura: 5 minutos

Quando falamos sobre prospectar clientes na advocacia, falamos sobre trazer mais interessados no seu produto ou serviço com as ferramentas que o inbound e o outbound marketing podem nos oferecer. Porém, para levar essa realidade para o mercado jurídico, devemos ter um nível a mais de perspicácia e sagacidade na hora de começar a prospectar seus novos clientes.

Um ponto que não trabalha a favor das empresas do setor jurídico é o Código de Ética da OAB. A conduta impõe uma série de limites para prospectar clientes na advocacia. Os profissionais e clientes precisam ter total ciência do que essa conduta impõe, além de investir em boas ações de marketing para se destacarem no mercado. Além deste código de conduta para a produção de conteúdo segmentado para atrair as pessoas, o mercado em que o escritório de advocacia está inserido é um pouco desleal.

Com diversos escritórios espalhados por aí e muitos profissionais saindo das universidades, o mercado jurídico acaba ficando cada vez mais acirrado e competitivo. Essa informação nos mostra um cenário onde até profissionais com grande tempo na estrada, estão tendo dificuldades para prospectar novos clientes – ou ampliar ainda mais a sua carteira.

O que tenho que mudar para começar a prospectar clientes na advocacia?

Saiba como abordar o preço

Não precisamos ir muito longe para visualizar alguns advogados começarem o seu trabalho de divulgação pelo preço de suas consultorias. Esse é um ponto que você pode atrair o cliente em uma forma mais fácil, mas saiba que essa ação é totalmente vedada pelo Código de Ética da OAB, podendo até sofrer penalizações – de nível médio à pesado da OAB – pela conduta adotada.

Então, lembrem-se: nada de divulgar o quanto você cobra por uma hora de consultoria com uma possível cliente. Caso você não queira ser censurado ou suspenso, você pode adotar uma postura mais correta criando meios para que os seus clientes saibam dos seus valores. Em um perfil onde o cliente quer saber o preço antes de fechar o negócio, envie um proposta de prestação de serviços explicando, de forma detalhada, tudo o que você faz, além de como é feita a forma de pagamento e tudo mais.

Mostre autoridade no assunto

O ramo do direito é uma área com diversos pontos de conhecimento e especializações, porém existem alguns profissionais adotando posturas que não condizem com a sua área de conhecimento. Já é sabido que profissionais que se destacam no mercado possuem diversas características em comum. Uma delas é o amplo conhecimento na área jurídica, esse perfil passa mais segurança ao cliente, o que faz com os profissionais possam atuar com autoridade em seu nicho específico.

Lembrem-se: a maior parte dos seus clientes são leigos no assunto, então é importante que você ofereça o melhor suporte na hora de explicar os seus serviços, fazendo com que o cliente se sinta entendido sem se perder no meio do “juridiquês”. Isso mostra a sua capacidade de resolver aquele problema. Dissemine o seu conhecimento, demonstre as ferramentas e habilidades que você tem à seu favor e aproveite para levar isso para o mundo através da geração de conteúdo. Ter um blog ou criar bons conteúdos para redes sociais é uma forma completamente efetiva de atrair à atenção dos seus novos clientes.

Dê atenção para a comunicação

Está aqui uma das maiores lacunas que alguns profissionais da área jurídica deixam de preencher. Se comunicar com os seus possíveis clientes vai além de mandar e-mails para eles – prática também vedada pelo Código de Ética da OAB. Além de não ser permitido, é muito chato você abordar um cliente com a oferta de algum serviço que ele não solicitou.

Esse tipo de ação pode te trazer altas doses de rejeição e o seu tiro acertar o alvo errado, porém existem diversas metodologias que você pode começar a aplicar no seu negócio. Caso ainda queira utilizar uma ferramenta de disparo de e-mail em massa, procure ter autorização dos seus potenciais clientes para enviar as mensagens. Não divulgue os seus serviços e os seus valores, faça com que eles se sintam interessados pelo seu conteúdo e agregue valor positivo ao que você faz. Mostre que você irá resolver o problema deles.

Alguém, uma vez, disse que o marketing pessoal – aquele que você faz de boca à boca – traz muitos resultados. E a pessoa estava correta, pois ele traz muitos resultados, mas se o seu foco é se tornar em um profissional respeitado e recomendado pelos seus clientes segue uma dica: trabalhe melhor a sua comunicação, deixe-a consistente. Demonstre a sua proatividade, dê atenção ao seu cliente, mostre que você se importa com ele. O atendimento personalizado, além de atrair, fará com que você os retenha em sua carteira.

Quer saber mais sobre prospecção de clientes?

Nós sabemos que o mercado jurídico possui algumas barreiras quando o assunto é prospecção de clientes. Entretanto, esse tipo de atividade pode ser realizada, desde que seja feito de acordo com a regulamentação e com apoio dos recursos usados pelo marketing digital. Confira aqui algumas dicar para começar a prospectar 😀

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *