Qual é o futuro do mercado imobiliário?

Assertiva: qual é o futuro do mercado imobiliário?
Você sabe qual é o futuro do mercado imobiliário?

Com inovações tecnológicas que otimizam a nossa vida e economizam o nosso tempo, é de se questionar qual é o futuro de determinadas coisas que necessitam da nossa presença física. O mercado imobiliário, por muitos anos, se mostrou tradicional demais e até mesmo resistente às novas saídas tecnológicas. Podemos dizer que a evolução dos anúncios em jornais para os anúncios em redes sociais aconteceu, porém isso já pode ser considerada uma mudança drástica em termos de avanço.

Quando falamos de inovações tecnológicas estamos falando de plataformas de anúncios imobiliários que tem dominado o mercado e feito da concorrência uma briga entre leões. Imovelweb, QuintoAndar, Zap Imóveis e muitos outros portais chegaram no mercado na década passada, porém a relevância e o impacto que eles causaram no sistema já é tão grande que nos faz questionar: qual será o futuro do mercado imobiliário?

Enquanto temos cada vez mais corretores autônomos que estão se aliando a este tipo de serviço, atuando como captadores de imóveis, o mercado tem se adaptado a uma nova atmosfera. Se falar em adaptação é falar sobre mudança, temos que falar sobre startups que surgiram para dar uma nova cara a este ramo que parecia tão formal e blindado. Como mencionamos, o mercado imobiliário é um mercado que se mostra muito resistente a transformações e mudanças, porém com o adventos das startups atuantes no mercado imobiliário parece que podemos ver um novo sol no horizonte.

As novas imobiliárias serão digitais?

Se daqui alguns anos os portais imobiliários irão tomar conta do mercado imobiliário nós ainda não sabemos, porém podemos olhar para este novo panorama como uma análise do que está por vir. Com novas opções, um novo perfil de cliente também surge. Geralmente este novo cliente se mostra uma pessoa mais maleável, que gosta de praticidade e que confia no que é apresentado.

Antigamente se você se interessava por um imóvel era porque você havia visto passando pela rua. Depois disso você anotava o número do corretor ou da imobiliária que estava exposto em uma placa gigante na frente do empreendimento imobiliário e fazia contato com o profissional. Essa tática continua com muita força nos dias de hoje, porém com essa nova geração – os chamados Millennials – esse tipo de procedimento está caindo em desuso. Com maior instrução acadêmica, menos tempos para se preocupar com visitas e burocracias, um smartphone na mão e a louca vontade de ter um lugar para descansar ou continuar sua rotina em home-office, a tática da venda corpo a corpo pode ganhar uma nova roupagem.

mercado imobiliário millenials

Pensando neste perfil que já nos mostra um panorama completamente diferente para o mercado imobiliário, o que nós podemos esperar da geração Z – nascidos no fim da década de 1990 até o final de 2010 – como possíveis compradores ou locatário do primeiro imóvel?

O que pode ser feito no mercado imobiliário?

Não existe uma didática que nos explique, de forma certeira e ágil, o que os profissionais ou empreendimentos devem fazer para se adequar a este novo mercado sem correr o risco de abrir falência. A ideia é que eles se adaptem com este novo cenário da forma mais atual possível, adotando estratégias digitais para conseguir captar cada vez mais clientes. Talvez soe um pouco estranho no começo, mas ainda temos diversos profissionais do mercado imobiliário que não se atualizaram, muito menos se capacitaram para aguentar o impacto de um novo mercado.

Abaixo vocês conseguem ver algumas dicas de como começar a se adaptar a este novo momento que o mercado imobiliário está enfrentando. Veja:

1 – Capacite-se

Se você ainda não entende nada sobre estratégias digitais de divulgação, procure aprender, temos bastante conteúdo gratuito pela internet com grande valor. Tendo maior especialização o risco de você ser substituído é muito menor.

2 – Comunicação humanizada

Use as didáticas da comunicação humanizada, onde você se colocar no lugar do seu cliente e entende o que ele quer e como ele quer se tratado. Use isso como um diferencial pelo seu atendimento.

3 – As tecnologias estão a seu favor

Falando sobre estratégias digitais tenha em mente que você precisa escolher bem qual tipo de tecnologia você deve usar. Definindo isto, comece a usá-la. Uma dica: mantenha-se atualizado.

4 – Mude!

Após ver as diversas dicas acima, você consegue visualizar que agora só depende de você e de mudar a forma de trabalhar. Só não fica no mercado quem não está disposto a ter mais conhecimento.

E se você ainda está com alguma dúvida sobre quais soluções digitais você deve adotar para se atualizar, alavancar o seu negócio e abrir margem na corrida contra a concorrência, a Assertiva tem as melhores soluções para o seu negócio.

4 comentários
  1. nos dias hoje temos as publicações de vendas nas redes sociais pelos próprios donos. será que os dias da necessidade de uma imobiliária estão contados

    1. Oi, Alain! Tudo bem?
      Por mais que hoje em dia alguns proprietários divulguem seus imóveis diretamente pelas redes sociais, isso não substitui totalmente o trabalho das imobiliárias. Isso porque são nelas que se concentram os especialistas em intermediar a relação locador/locatário. Assim, é possível estabelecer contratos mais seguros e vantajosos para ambas as partes envolvidas. 🙂

  2. Boa tarde! Estou fazendo curso Superior de Negócios Imobiliários e realmente me preocupa um pouco de como será o futuro dos corretores ou até mesmo para quem tem intenção de abrir um pequeno escritório imobiliário no futuro como eu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar