Como melhorar a gestão de crédito no setor varejista? Saiba aqui!

Fazer um varejo crescer em meio a uma concorrência tão qualificada é um grande desafio, mas algumas estratégias fazem a diferença. Nesse cenário, os investimentos em gestão de crédito são essenciais e ajudam a conquistar um dos grandes objetivos empresariais: desenvolver-se de maneira sustentável.

Todo gestor deseja ver sua empresa vendendo bem e de maneira segura. Afinal, vender muito e enfrentar um alto índice de inadimplência pode trazer grandes problemas no futuro. Sendo assim, melhorar a gestão de crédito e ser cauteloso ao confiar em um cliente parece ser a decisão mais inteligente. Continue a leitura para aprender a tornar esse processo mais eficiente no setor varejista!

A importância da gestão de crédito no varejo

Você sabia que o varejo brasileiro está passando por uma ótima fase? Segundo o IBGE, o setor fechou o ano de 2018 com um crescimento de 2,3% em seu volume de vendas — o maior desde 2013 — e ampliou em 4,8% sua receita nominal.

Os números são realmente animadores, mas é aí que se esconde o perigo. É preciso ter muita atenção para que a inadimplência não cresça de maneira desordenada e afete a rentabilidade real do negócio.

A gestão de crédito é a solução ideal para os varejistas. Ela é a responsável por avaliar o risco de endividamento do consumidor e proteger as finanças empresariais. Sem esse procedimento, as chances de vender e não receber podem aumentar.

Em síntese, quanto mais atenta e criteriosa é a concessão de crédito, mais oportunidades a empresa aproveita. Afinal, é preciso ter cuidado para não ir com “muita sede ao pote”.

As melhores práticas para otimizar a gestão de crédito em seu negócio

Tem uma rede de lojas e quer aproveitar os bons ventos que começam a soprar no setor varejista? Conforme mencionamos, essa é uma estratégia que exige atenção e dedicação.

O crescimento saudável de sua empresa dependerá da sua postura nesse momento de recuperação da economia. Para isso, uma boa gestão de crédito é fundamental. Confira, a seguir, as melhores dicas e comece a colocá-las em prática agora mesmo!

Tenha uma política de crédito bem definida

A primeira providência a ser tomada para uma gestão de crédito eficiente é a criação de uma política de crédito. Toda empresa precisa definir os critérios para emprestar dinheiro aos seus clientes e, claro, deve segui-los à risca.

Lembre-se de que uma política de crédito eficaz deve tratar de diversos temas e ser capaz de encontrar o equilíbrio entre o fomento às vendas e a manutenção de uma boa carteira de clientes. Assim, deve conter, por exemplo:

  • normas e critérios para conceder crédito;
  • técnicas para usar a concessão do crédito a favor das vendas;
  • condições de parcelamento que podem ser oferecidas;
  • ações a serem tomadas em caso de inadimplência;
  • fontes de informação para a análise de crédito;
  • gestão da carteira de clientes;
  • suspensão de crédito quando há contas em aberto.

Monitore as suas estratégias

O monitoramento das estratégias adotadas é de extrema importância para o alcance de bons resultados. Não há como implementar uma boa gestão de crédito sem acompanhar de perto o desempenho de suas ações.

Para tornar essa tarefa mais simples, o ideal é trabalhar com métricas de desempenho — tanto na concessão de crédito quanto no processo de cobrança. Essa técnica garante que a avaliação do que está dando certo e daquilo que não tem alcançado o efeito esperado sejam mais ágeis e seguras.

Faça modificações sempre que necessário

Se algo não está como deveria, é preciso corrigir o problema, não é mesmo? Por essa razão, a nossa terceira dica é que você faça modificações em sua política de crédito sempre que isso se mostrar necessário.

Durante o monitoramento dos resultados, caso algum gargalo seja identificado, é preciso pensar e agir com rapidez. Quando isso é feito, o negócio consegue minimizar os impactos negativos de uma estratégia ruim e reduzir a inadimplência.

Utilize a régua de cobranças

Sua empresa já trabalha com a régua de cobranças? Esse mecanismo é muito útil para quem atua no varejo, independentemente do modelo de parcelamento escolhido — boleto, crediário e cheque, por exemplo.

A ideia é notificar corretamente o cliente e conseguir que a parcela seja quitada dentro do prazo inicialmente acordado. Para isso, deve-se enviar lembretes sobre o compromisso, seguindo uma linha do tempo e utilizando vários canais de comunicação, como:

  • 5 dias antes do vencimento — envio de e-mail;
  • 2 dias antes do vencimento — envio de SMS;
  • 2 dias após o vencimento — envio de e-mail;
  • 10 dias após o vencimento — ligação telefônica.

Conte com soluções automatizadas

Automatizar processos é uma decisão estratégica em qualquer segmento de mercado, pois a tecnologia transforma o dia a dia das equipes e ajuda a otimizar o tempo necessário para executar as tarefas.

Quando o assunto é gestão de crédito não há como ignorar o importante papel das soluções automatizadas. Elas podem simplificar diversas fases do processo, trazendo mais segurança, agilidade e assertividade para suas ações.

Já pensou realizar uma análise de crédito aprofundada, com dados reais e atualizados, e em pouco tempo? Um bom software pode ajudá-lo com essa missão, reduzindo a inadimplência e melhorando o desempenho do seu negócio.

Trabalhe com um score interno

O score de crédito é uma pontuação que define o potencial de um consumidor se tornar inadimplente. Trata-se de um dado que pode ajudar o varejo a decidir se o cliente merece ou não a sua confiança.

A dica aqui é investir na formação e implementação de um score interno. Ou seja, com base no relacionamento do indivíduo com a sua empresa, você pode avaliá-lo e pontuá-lo. Assim, sempre que houver o pedido de crédito, você fará essa consulta interna e, também, a externa.

A gestão de crédito é uma premissa de sobrevivência capaz de ajudá-lo a vender mais e melhor. Empresas que desejam alcançar o sucesso de maneira ordenada e duradoura devem investir em ações que reduzam a inadimplência e os riscos às finanças.

O varejo está se recuperando da crise, o que gerará muitas oportunidades. No entanto, prevenir nunca é demais e evita transtornos no futuro. Por isso, aproveite bem as dicas apresentadas sobre gestão de crédito e esteja pronto para essa nova fase de mercado.

Aprenda a aumentar as vendas sem aumentar o risco de fraudes!

Quer vender mais e, ao mesmo tempo, manter seu negócio protegido das fraudes? Temos um post que pode ajudá-lo. Clique aqui para conhecer os principais tipos de fraudes que afetam o varejo e ter acesso a dicas infalíveis para aproveitar as oportunidades sem se expor aos riscos!

Deixe uma resposta