Nos últimos dias falamos bastante aqui no blog sobre como evitar a inadimplência de alugueis. Apesar do risco de inadimplência, esse tipo de negócio ainda é uma boa fonte de renda recorrente para corretores imobiliários. Isso porque, em tempos de baixa nas compras e vendas de imóveis, são esses pagamentos que provém uma renda garantida mensal para autônomos e imobiliárias.

A locação de imóveis para moradia e fins comerciais, tem como prazo mínimo de contrato o prazo de 30 meses. Em casos de locação por temporada – aquela onde você loca um imóvel para passar férias – esse prazo é de até 90 dias.

Os dois casos possuem uma previsão de multa por rescisão e cláusulas específicas, sendo o contrato tradicional para moradia a longo prazo o mais comum. Esses são justamente os casos que mais geram receita para corretores imobiliários, já que são duradouros e dependem da administração dos recebimentos.

Por causa disso, esse tipo de contrato pode ser explorado por profissionais da área para que ao fim do prazo inicial haja uma renovação, que estenderá o tempo por mais 12 meses ou outro prazo acordado entre o locador e o locatário.

No cenário ideal, todos os contratos de aluguel seriam renovados. Porém, esse processo depende de muitas variáveis que podem influenciar na decisão do inquilino no momento de decidir se continua no imóvel ou se muda. A boa notícia é que existem muitas ações preventivas que podem ser feitas pelos corretores imobiliários e que aumentam a chance de uma renovação contratual. Confira a seguir quais são elas 😀

Clique aqui e baixe o e-Book "Lei do Inquilinato: tudo o que o corretor imobiliário precisa saber!"

Como garantir a renovação de contrato de aluguel?

1- Mantenha uma comunicação preventiva com o inquilino

Na forma tradicional de atendimento, o contato com um cliente só acontece quando ele tem um problema ou precisa de algum tipo de auxílio. Porém, esse tipo de atitude deixa margens para que o inquilino tenha algum problema, não reclame e apenas desista da renovação contratual sem que você sequer tenha a chance de argumentar e solucionar o problema encontrado.

Isso acontece bastante em casos onde o inquilino encontra algum problema no imóvel, não o considera grande o bastante para reclamar, mas ele pesa no momento de decidir por uma mudança.

É claro que existem clientes que reclamam de cada detalhe, mas depender dessa manifestação ativa pode prejudicar seu rendimento. Por isso, crie estratégias de comunicação ativa com seus inquilinos. Ela pode ser feita através de e-mails mensais, ligações ou grupos de transmissão no whatsapp informando que você está a disposição para ajudar.

Com pequenas ações de comunicação que não terão custo monetário, você poderá prevenir quebras  de contrato e incentivar sua renovação.

2- Sempre mostre os pontos positivos da renovação

Dizer que a renovação de contrato é uma boa opção, mas não demonstrar o motivo, pode não ser suficiente para convencer seus inquilinos.

Existem muitos pontos que nem todo mundo leva em consideração ao optar por uma mudança e é papel do corretor imobiliário destacar cada uma delas para os clientes.

Separamos a seguir as principais vantagens de manter um contrato de locação a longo prazo. Confira:

O valor do aluguel é menor em relação ao mercado

Muitas pessoas pensam em uma mudança por acreditarem que estão pagando um aluguel caro demais por um imóvel que já não é novo. Entretanto, poucas delas entendem que o valor pago por um imóvel onde você já reside há algum tempo é muito inferior ao que seria pago pelo mesmo imóvel se fosse locado por um novo proprietário.

Para demonstrar essa vantagem, uma boa saída é apresentar imóveis com as mesmas características e no mesmo bairro e comparar os valores. Talvez até existam imóveis mais baratos que o que o inquilino ocupa, mas eles não terão as mesmas comodidades que já existem no imóvel locado.

A mudança tem um custo

Um dos grandes erros cometidos por inquilinos é apenas calcular a diferença de aluguel de um imóvel para o outro. Esse tipo de conta não leva em consideração a distância dos pontos mais importantes para eles como, por exemplo, escolas e trabalho e tão pouco o custo monetário e psicológico da mudança.

Uma casa que fique 2km mais longe do trabalho e custe um preço um pouco abaixo do pago atualmente, acaba não compensando pelo gasto gerado em locomoção. Isso sem contar os gastos do transporte dos móveis, compra de novos móveis e mudança de ambiente para crianças, no caso das famílias com filhos.

Por isso, sempre entenda a rotina de seu cliente e saiba argumentar com base em cada um deles.

3- Saiba quando e como comunicar um reajuste

Os reajustes nos preços do aluguel são uma das coisas que pesam bastante na decisão de deixar um imóvel ao fim do contrato. O aumento de valor chega como um motivo muito importante para não renovar um contrato e é papel do corretor imobiliário contornar essa situação.

Sempre que possível, tente comunicar um reajuste com bastante antecedência e converse com os proprietários para que ele seja aplicado em épocas que não estejam próximas do fim e do começo do ano. Isso porque essas são datas que já costumam gerar um gasto maior e incluir mais despesas pode deixar os proprietários bastante descontentes.

4- Torne a renovação simples

Quem nunca deixou de fazer alguma coisa por conta da burocracia envolvida? A renovação de contratos de aluguel também sofre com esse tipo de atitude.

Transformar uma renovação contratual em um processo interminável de documentações é um passo que pode levar a rescisão por parte do inquilino. Tenha em mente que é importante para você que seu cliente se sinta a vontade e que não gaste muito tempo com a burocracia que a assinatura de um contrato envolve.

Uma boa dica é ir solicitando a documentação em pequenas partes e, no momento da renovação, pedir apenas a nova assinatura contratual. Se você trabalha em uma imobiliária e ela mesma criou um processo que não é amigável, dê prioridade para reconstruí-lo e beneficiar seus clientes.

Quer ser um corretor imobiliário de destaque?

O mercado imobiliário é bastante competitivo e o sucesso de um corretor depende de seu esforço pessoal. Para ajudar você a conquistar seus objetivos e se destacar no mercado, separamos aqui algumas dicas e cursos gratuitos que poderão impulsionar sua carreira.

0 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar