Como aumentar as vendas sem aumentar o risco de fraude?

Um dos grandes dilemas de um analista de crédito é como aumentar as vendas sem que isso exponha o negócio ao risco de fraude. De fato, este é um desafio e tanto, especialmente em tempos de instabilidade econômica e financeira e aumento da inadimplência.

Mas, como diz a crença popular, só é impossível se você não tentar! Neste post, vamos te ajudar a alcançar esse objetivo de maneira segura, planejada e eficiente. Quer saber como? Continue a leitura!

A relação entre vendas e fraudes

Qual empresa não busca aumentar suas vendas, não é mesmo? Essa é uma de suas principais fontes de renda e, consequentemente, um dos indicadores de sua viabilidade. Afinal, sem o capital proveniente das vendas, dar sequência às atividades do negócio transforma-se em um problema.

Acontece que buscar a venda a qualquer custo não é uma estratégia inteligente. Mais do que isso, pode ser arriscado e expor a empresa a situações tão prejudiciais quanto o baixo consumo de seus produtos e serviços.

Em geral, quando o planejamento para elevar as vendas não é bem executado, há um aumento do risco de fraude e da inadimplência. Como você sabe, esse problema pode ser fatal para o funcionamento de um negócio, desencadeando um verdadeiro caos financeiro.

Por esse motivo, vendas e fraudes são conceitos que devem ser avaliados em conjunto. Um bom gestor mantém os olhos bem abertos para esses dois fatores e deve aprender a aumentar o primeiro, controlando o segundo.

As principais fraudes a que um negócio está exposto

O cotidiano de uma empresa é repleto de riscos e as fraudes são um dos problemas que mais preocupam seus administradores e funcionários.

Vale destacar que tanto os negócios online quanto os físicos passam por esse desafio, o que exige do profissional de crédito muita atenção. Veja as principais situações de risco a que sua empresa pode estar exposta:

  • uso de documentos falsos para abertura de cadastros;
  • uso de cartão de crédito roubado;
  • apresentação de informações financeiras inverídicas;
  • ataques cibernéticos para roubo de dados;
  • acesso a informações confidenciais sobre os clientes;
  • fraudes internas — com apoio de funcionários.

As melhores dicas para aumentar as vendas sem aumentar o risco de fraude

Apesar de desafiadora, aumentar as vendas sem ampliar o risco de fraude está longe de ser uma meta inalcançável. Aliás, com as ferramentas adequadas e boas técnicas, é possível fazer isso sem grandes preocupações. Confira, a seguir, as melhores estratégias e aprenda a fazer isso de maneira inteligente!

Faça um bom planejamento

A maioria dos negócios fracassa em suas estratégias por falta de planejamento. Um gestor de sucesso deve ter em mente que essa fase é essencial para prever problemas e se preparar para enfrentá-los, caso eles surjam.

Quando falamos em risco de fraude não há meio termo. É preciso estar um passo à frente e evitar que a situação gere impactos ainda maiores, especialmente ao seu fluxo de caixa.

Invista na análise de riscos

Além do planejamento, a análise de risco é uma estratégia fundamental para conquistar boas vendas e manter o negócio livre das fraudes.

Uma pesquisa da Konduto, empresa especializada em segurança da informação, concluiu que 3,03% do total de vendas executadas no meio virtual sofrem com tentativas de fraudes e as pequenas e médias empresas são as mais prejudicadas.

Mas não é só o e-commerce que enfrenta o problema. Na verdade, seja qual for o canal escolhido, o negócio deve investir na análise de riscos e utilizar ferramentas antifraudes. Durante a abertura de crediários, recebimento de cheques e financiamentos é essencial agir com cautela.

Mapeie previamente as soluções

Prevenir é a melhor estratégia para combater fraudes — e uma das boas práticas a serem aplicadas é o prévio mapeamento das possíveis soluções para as situações suspeitas. Na prática, você terá um plano de ação pronto para ser executado e isso pode reduzir significativamente o impacto de uma operação fraudulenta.

Imagine, por exemplo, que um cliente tente fazer uma compra com documentos falsos. Nesse caso, o simples ato de consultar um banco de dados pode livrar a empresa de um grande problema.

Mantenha os dados sobre clientes atualizados

Sua empresa tem uma base de dados atualizada dos clientes? Apesar de ser um dos requisitos para evitar fraudes, muitos negócios ainda cometem o erro de não atualizarem as informações pessoais e de contato de seus consumidores.

O ideal é que isso seja feito a cada nova venda. Não perca a oportunidade de conferir se o telefone registrado existe, se o endereço fornecido é o atual e se o cliente tem um e-mail para contato. Essas informações são essenciais para prevenir fraudes e reduzem o tempo necessário para a análise de crédito.

Lembrando que, caso você não tenha tomado esse cuidado, é possível contar com o auxílio de ferramentas que atualizam e verificam essas informações de maneira automática.

Faça uso de um software de gestão

A tecnologia é a grande aliada das empresas contemporâneas e exerce um papel fundamental no processo de organização e administração de um negócio. O software de gestão, por exemplo, reduz a burocracia e aumenta a segurança das transações e, por isso, deve ser incorporado ao seu cotidiano.

Em resumo, esse recurso elimina uma série de processos manuais, o que evita erros e perdas e protege a empresa de fraudes.

Consulte os dados do cliente antes de conceder crédito

A concessão de crédito precisa ser precedida de uma análise minuciosa sobre o risco dessa operação. Afinal, além das fraudes, há a possibilidade de o cliente se tornar inadimplente.

Por isso, a última dica é fazer uma consulta aprofundada dos dados fornecidos pelo cliente antes de autorizar um financiamento ou venda a prazo. Observe se as informações conferem, se há negativações em seu CPF ou CNPJ e se existem cheques devolvidos e títulos protestados. Tudo isso evitará transtornos no futuro.

A atividade empresarial está exposta a riscos de diversas naturezas. No entanto, no que se refere às fraudes, é preciso deixar de lado a crença de que as perdas ocasionadas por esse problema são os custos para se realizar bons negócios.

Os fraudadores e fraudes evoluem a cada dia e os gestores precisam ser ainda mais estratégicos se quiserem crescer de uma maneira saudável e duradoura. Esse é o momento ideal para avaliar com atenção o perfil do cliente, fazer a higienização de dados e conferir informações sobre identidade, comportamento de compra e histórico de transações não apenas com sua empresa, mas com todo o mercado.

Por isso, podemos afirmar que colocar em prática as dicas apresentadas é o caminho mais seguro para aumentar as vendas sem elevar o risco de fraude em seu negócio. Lembre-se de que evitar que o problema aconteça é sempre mais fácil do que combater suas consequências.

Descubra porque consultar pendências de seus clientes!

Para manter sua empresa longe das fraudes, é preciso apostar em boas práticas. Uma das estratégias mais eficientes é a consulta de pendências dos clientes. Clique aqui para entender a importância desse processo e aprender a executá-lo com rapidez, discrição e segurança!

Deixe uma resposta