Como cobrar o cliente e quais as melhores formas de fazer isso?

Como cobrar o cliente e quais as melhores formas de fazer isso?

Quando falamos sobre cobrar o cliente, um sinal de alerta já se acende, uma vez que essa é uma das tarefas mais difíceis para quem trabalha em empresas do ramo.

Com a grande taxa de inadimplência e uma crise econômica instaurada no nosso país, os consumidores que estão com os nomes negativados continuam com menos condições de sanar um débito com uma empresa.

Sabendo que este perfil existe, assessorias de cobrança estão adotando novas estratégias para recuperar este crédito e devolver o poder de compra a prazo ao consumidor.

Elaborar estratégias para uma ação de cobrança em massa é o primeiro passo que uma empresa de cobrança deve tomar, pois com metas e objetivos bem definidos podemos começar a traçar margens de desconto e parcelamentos para que aquele valor caiba no bolso do consumidor.

Adotar um tom de voz amigável, periodicidade nas abordagens e um atendimento mais humanizado podem ser grandes aliados para as estratégias ganharem maiores índices de eficácia. Com esses pontos em mente, você pode começar a entender um pouco mais sobre os diversos tipos de cobranças, seja ela por telefone, e-mail, SMS ou por correspondência.

Quais as formas de cobrar?

Cobrança por telefone

Antes mesmo de adotar o tom de voz e quão humanizado será o seu atendimento, você precisa entender melhor como cada tipo de cobrança funciona. Cobrança por telefone consiste em um trabalho mais mecânico em que requer mais recursos financeiros de uma empresa.

Geralmente este serviço é terceirizado, porém se você dispõe de um profissional específico para realizar este trabalho, lembre-se que o tipo do atendimento precisa estar 100% alinhado com o propósito da empresa.

De acordo com o artigo nº 42 do Código de Defesa do Consumidor, o consumidor inadimplente não será exposto a ridículo, nem será submetido a qualquer tipo de constrangimento ou ameaça.

Então adotar uma postura que mantenha a privacidade do cliente e o deixe confortável para decidir qual é a melhor proposta e momento é fundamental para que você atinja suas metas e objetivos.

Lembrem-se: um atendimento humanizado, periodicidade nas abordagens e estratégias de cobrança bem alinhadas faz a sua empresa ser reconhecida como um dos grandes nomes na área de cobrança.

Cobrança via e-mail e SMS

Dentro das inúmeras modalidades de cobrança, temos como cobrar um cliente por e-mail e por SMS.

Essas estratégias são, de longe, as menos invasivas e que contam com alta efetividade, uma vez que a taxa de entrega chega a ser de 100% – plataformas de higienização e enriquecimento de base, como o nosso Base Certa, são grandes aliados para uma estratégia como essa.

Hoje em dia, diversas empresas estão optando por esses tipos de cobrança por diversos motivos. Alguns deles se norteiam pela economia, uma vez que você não precisa dispor de um profissional 100% dedicado a isso e muito menos investir um valor mais alto para assessorias de cobrança terceirizadas.

Outro grande benefício das cobranças por SMS e e-mail é a forma de como a mensagem é passada, uma vez que você pode ter a oportunidade de avaliar a abordagem quantas vezes quiser antes de enviar o comunicado.

como fazer cobrança

Cobrança por correspondência

Essa deve ser uma das modalidades mais tradicionais utilizadas no mundo da recuperação de crédito. Cobrar por correspondência consiste em enviar uma carta para o devedor onde consta uma mensagem informando o consumidor que o valor está em aberto e que a empresa está disposta a fechar um acordo.

A estratégia pode ser dividida em dois formatos: aberta ou fechada. A aberta é usada para envios fisicamente abertos, ou seja, fax, correios eletrônicos e correspondências.

Já a fechada, que é o modelo que estamos falando aqui, são documentos sigilosos e que são emitidas lacradas ou por telegrama.

Esse tipo de recurso é adotado em circunstâncias que a negociação já está em um nível maior de inadimplência, ou seja, o consumidor recebe uma carta avisando dos últimos avisos para que a dívida seja paga antes de uma ação judicial ser instaurada.

Lembrando que: toda estratégia utilizada em uma ação de recuperação de créditos pode ser efetiva desde que haja um cronograma com ações pré-definidas e com um objetivo como ponto focal.

Para se ter um bom trabalho com estratégias de recuperação de crédito, a sua empresa deve estar atenta ao quanto ela contribui para a taxa de inadimplência mensalmente e anualmente.

Esse tipo de dado também diz muito sobre como está a saúde financeira da empresa e saúde fiscal, uma vez que uma organização que não recebe capital também não cresce. Alinhe uma estratégia de cobrança, entenda qual é o perfil do seu público e como você pode atingi-lo de forma mais eficaz e comece a colocar em prática o mais rápido possível.

Quer receber mais conteúdos como esse?

Caso queira receber mais conteúdos sobre estratégias de cobranças, assine a nossa newsletter clicando aqui e fique por dentro dos nossos conteúdos.

2 comentários
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar