Entenda agora mesmo o que é PDD (Provisão de Devedores Duvidosos)

A Provisão de Devedores Duvidosos é um dado essencial para qualquer empresa e pode ajudar você a trabalhar melhor a questão da inadimplência e conquistar o equilíbrio financeiro.

Se o seu negócio consegue atingir as metas de vendas, mas enfrenta um desequilíbrio no fluxo de caixa, é hora de agir com mais estratégia. Neste artigo, você vai aprender como prever esse tipo de situação e manter a empresa rentável.

Ficou interessado? Basta acompanhar o post até o final e se preparar para alcançar o sucesso!

O que é PDD?

O PDD, ou Provisão de Devedores Duvidosos, pode ser definido como o valor registrado como despesa (ainda que não seja) para cobrir um possível prejuízo decorrente da inadimplência de um cliente.

Antes de iniciar o próximo exercício financeiro, os setores de vendas e cobranças, tendo em mãos uma estimativa de pagamentos, fazem o cálculo para definir a provisão de valores que ajudará a empresa a se proteger da perda financeira em razão dos atrasos nas parcelas — o que pode ou não acontecer.

Em outras palavras, trata-se de uma reserva financeira que corresponde à expectativa de inadimplência. É uma medida preventiva que auxilia no controle financeiro do negócio e evita que o alto índice de devedores prejudique o seu funcionamento.

Por que a Provisão de Devedores Duvidosos é importante?

O que caracteriza uma empresa de sucesso: muitas vendas ou baixa inadimplência? Acertou quem entendeu que a receita para o crescimento empresarial exige esses dois ingredientes.

Além de investir em estratégias para vender mais, é preciso ficar atento à quantidade de clientes devedores que a sua empresa tem. Afinal, de nada adianta ter um faturamento alto e um índice de inadimplência igualmente elevado. Essa situação afeta o fluxo de caixa e, certamente, os balanços contábeis.

Nesse contexto, a Provisão de Devedores Duvidosos é importante para evitar imprevistos e controlar melhor as despesas. Quando o cálculo é bem realizado, é possível operar de maneira equilibrada e planejar melhor as ações de cobrança, já que não há motivos para desespero.

Quais as vantagens da PDD para sua empresa?

Como você sabe, a inadimplência é um desafio universal. Com a popularização das compras parceladas, dificilmente encontramos um negócio que não tenha uma lista de clientes com dívidas em atraso.

Você não está sozinho nesse barco, e a boa notícia é que a PDD pode ser a solução para que o problema não se torne maior do que é, afundando a sua empresa. Confira as vantagens de se realizar esse cálculo!

Reduz os impactos ao fluxo de caixa

Quando você inclui a Provisão de Devedores Duvidosos em seu planejamento financeiro anual, os impactos gerados pela inadimplência no fluxo de caixa são bem menores.

Na prática, como já foi feito o cálculo dessa estimativa de valores a serem desembolsados, a gestão das entradas e saídas se torna mais eficiente e equilibrada. Os riscos de ter débitos em um patamar muito arriscado são bem menores.

Diminui os impactos aos resultados contábeis

Quando uma empresa não consegue controlar a inadimplência, seus efeitos negativos deixam de afetar apenas o fluxo de caixa para gerar transtornos em seus resultados contábeis. Ou seja, a situação pode ficar ainda pior!

Por outro lado, a PDD pode te ajudar a contornar o problema ou reduzir as consequências negativas da inadimplência na contabilidade empresarial.

Melhora o controle de despesas

A PDD consiste em registrar uma estimativa de inadimplência como despesa do negócio. Essa prática preventiva ajuda a manter os débitos sob controle, já que os valores foram lançados e integram o orçamento anual.

Explicando melhor: como o valor engloba as despesas da empresa, a meta de economizar com outros processos é intensificada. É como se essa dívida realmente existisse e, portanto, as estratégias para redução de gastos se tornam mais eficientes.

Mantém o negócio preparado para os imprevistos financeiros

Você já ouviu falar que o imprevisto é a coisa mais previsível que existe? Pode parecer confuso, mas todos concordam que imprevistos sempre acontecem, não é mesmo? E se não há como evitá-los, o ideal é estar preparado para eles.

Com o cálculo da Provisão de Devedores Duvidosos, os gestores já trabalham com a possibilidade da inadimplência e dificilmente são pegos de surpresa. A estratégia garante uma operação mais tranquila e planejada, o que é essencial para a sobrevivência empresarial.

Garante o equilíbrio financeiro do negócio

O equilíbrio financeiro é uma das premissas para o sucesso empresarial. Afinal, garantir que as receitas sejam suficientes para cobrir as despesas é essencial para o funcionamento de qualquer negócio.

Diante do que foi visto, não há dúvidas de que a Provisão de Devedores Duvidosos é uma estratégia que conduz a esse resultado. Isso ocorre porque os gestores trabalham de maneira consciente e planejada para superar um índice de inadimplência previamente calculado.

Como calcular a PDD?

Agora que você já entendeu todos os benefícios de trabalhar com a PDD, é hora de aprender a fazer esse cálculo. A boa notícia é que essa tarefa não é nada complexa e pode ser executada em pouco tempo.

Em primeiro lugar, é preciso garantir que as equipes de vendas e cobrança trabalhem em conjunto. Elas estão em contato direto com o cliente e são as mais indicadas para traçar um perfil dos devedores e mensurar qual é a despesa mensal que eles geram ao negócio.

Esses profissionais devem avaliar os motivos da inadimplência, o tempo médio para quitação dos débitos em atraso e a média dos clientes que não têm condições de saldar suas dívidas. Com essas informações em mãos, há três formas de definir a PDD:

  • aplicação de uma porcentagem sobre o saldo a receber;
  • cálculo da média ponderada das perdas nos últimos anos;
  • consulta do histórico individual de cada devedor.

No caso da aplicação da porcentagem, é interessante contar com o auxílio da equipe financeira da empresa para a definição dessa variável. Quanto mais dados existirem sobre a inadimplência ao longo do tempo, mais preciso vai ser o cálculo, já que será necessário definir o percentual de devedores em relação a todas as vendas efetivadas.

Sobre o cálculo da média ponderada das perdas, é interessante destacar que ele leva em consideração o peso de cada dívida. Dessa forma, é possível diferenciar débitos com valor elevado dos demais. Por exemplo, as perdas acima de R$ 200,00 podem ter peso 2 no cálculo da média ponderada.

Além disso, vale a pena salientar que a última estratégia (consulta do histórico de cada inadimplente) é mais demorada e complexa, sendo mais indicada quando a empresa tem um número reduzido de devedores.

Aprender o que é PDD, conhecer suas vantagens e entender como esse cálculo é feito pode fazer toda a diferença para sua empresa.

As informações apresentadas demonstram que estar preparado para o problema da inadimplência é a maneira mais eficiente de superá-lo e garantir um crescimento estável e duradouro para seu negócio.

Por isso, agora que você já conhece a Provisão de Devedores Duvidosos, não deixe de utilizá-la!

Aprenda a reduzir a inadimplência em sua empresa!

Eliminar 100% da inadimplência pode não ser possível, mas reduzi-la a um nível aceitável é uma tarefa mais simples. Clique aqui e confira dicas infalíveis para controlar o número de devedores de seu negócio!

Deixe uma resposta