Se tem uma coisa que deixa um empreendedor seguro antes de tomar uma decisão é ver os fatos com os próprios olhos. Com tantas variáveis no caixa de uma empresa e na economia do país, é essencial ter o máximo possível previsto. E é fugindo dessa incerteza toda que surge a pesquisa de mercado. Afinal, quanto mais a gente conhece o terreno, mais fácil e rápido caminhamos por ele, não é mesmo?

Ao contrário do que muita gente pensa, esse tipo de recurso pode ser usado muito além do que dar os primeiros passos em um negócio. E temos como provar!

Neste texto, vamos te mostrar os tipos de pesquisa de mercado e como fazer a sua por aí. Mas também queremos ir além! Separamos algumas ferramentas que podem te ajudar a realmente implementar seu questionário. Esperamos que goste.

Boa leitura!

O que é pesquisa de mercado?

Pesquisa de mercado é uma ferramenta para coletarmos dados, opiniões, informações e preferências dos mais diversos tipos. É uma maneira de entendermos uma realidade e, com base nela, tomar decisões mais assertivas.

Essa estratégia é sim muito utilizada antes mesmo de se abrir um negócio ou lançar um produto. Isso porque é possível entender comportamentos de rotina do consumidor, hábitos de compra, marcas de referência que já existem e por aí vai. E é claro que tudo isso é essencial para encaminhar o empreendimento para o lado com mais probabilidades de sucesso. Até mesmo a linguagem que você vai ter que utilizar com seu público é possível antecipar.

Mas esse não é o único caminho em que as pesquisas podem ajudar, existem diversas vantagens.

Pense, por exemplo, nos seus hábitos há 10 anos. Muita coisa deve ter mudado, certo? Isso nos mostra que mesmo uma empresa bem conceituada na praça há anos, precisa constantemente realizar pesquisas de mercado.

Com tantas transformações, o que vemos hoje em dia é que aqueles comportamentos e hábitos de compra do consumidor lá na abertura do negócio nem sempre se mantêm.

E convenhamos, ninguém quer ficar pra trás. Coletar informações da sua área de negócios é também uma forma de ficar por dentro das tendências de mercado. Quer um exemplo simples? Olhe para o movimento que existe hoje de clientes de imobiliárias indo de sites ao mundo dos aplicativos.

Tipos de pesquisa de mercado

Existem duas maneiras de você conseguir os dados para a sua pesquisa de mercado. A pesquisa primária é aquela realizada pela sua empresa e esses dados serão válidos para estratégias do seu próprio negócio.  

Já a pesquisa secundária é quando os dados são colhidos por outra empresa ou instituição e ficam disponíveis publicamente. Dados como os do IBGE, do IPEA, de relatórios e de estudos acadêmicos são bons exemplos.

Além disso, podemos separar os tipos de pesquisa de mercado a partir do foco de cada uma delas. Olha só:

Hábitos de consumo

O foco de uma pesquisa de hábito de consumo é o público de uma marca. São questionários que investigam a preferência de compra, de pagamento, frequência e que tipo de influência a pessoa sofre na hora de escolher um produto.

Cada resposta pode virar um insight! Ao ver a preferência de pagamento com cartões de crédito, é possível entender, por exemplo, se sua empresa está perdendo vendas por não aceitar essa modalidade.

Força da marca

Aqui o foco é a marca, especificamente como a sua empresa é lembrada no mercado. Como as pessoas veem seu negócio? O que vem à cabeça delas? Isso é sim mensurável!

Estratégias de Brand Marketing podem ajudar a construir a ideia da sua marca na cabeça do consumidor.

Satisfação do cliente

Uma pesquisa de satisfação do cliente é um o feedback direto. Perguntas que avaliem o serviço prestado e o uso do produto podem te ajudar a desenvolver melhorias em diversos setores da sua empresa. 

O erro de muitos empresários é encarar esse tipo de pesquisa de mercado apenas como uma métrica narcisista. Cuidado com isso, ok?

Satisfação dos colaboradores

Sim, a opinião e as preferências dos seus colaboradores também importam! Fazer esse tipo de pesquisa é essencial para manter um time motivado. Investigue o clima organizacional, os benefícios recebidos e eventos desenvolvidos pela empresa.

Pesquisa de mercado: como fazer em 7 passos?

Com tudo mais claro, agora é a hora do vamos ver! Anote os 7 passos para fazer a pesquisa de mercado da sua empresa direitinho.

# Passo 1: Defina o objetivo da pesquisa mercadológica

Seja uma pesquisa de mercado online, seja presencial, precisa estar claro seu objetivo com isso. O que você quer descobrir? 

Pense no seu problema, transforme-o em uma pergunta e entenda quais tipos de resposta você deseja obter. Por exemplo: meu novo software seria vendido a uma empresa de grande porte?

# Passo 2: Escolha o público-alvo

Aqui você pode pensar assim: para quem quero fazer minhas perguntas? São para fornecedores? Clientes? Possíveis clientes?

Faça uma lista com algumas características do perfil de pessoa que vai participar da sua pesquisa: dados demográficos, escolaridade, profissão, hábitos de consumo, preferências de comunicação etc.  

# Passo 3: Estipule o tamanho da pesquisa

Essa é a amostragem, ou seja, quantas pessoas vão responder sua pesquisa. Esse número precisa ser pensado porque dará uma margem de precisão aos dados colhidos.

Pense na população e depois no grupo específico com quem você quer falar. A SurveyMonkey deu uma aula completa sobre como definir o tamanho da sua pesquisa.

# Passo 4: Defina o método para coletar os dados

Sua pesquisa de mercado pode ser quantitativa ou qualitativa e dentro disso sua empresa tem algumas opções.

Uma pesquisa quantitativa vai te dar dados concretos, estatísticos. É aquele tipo com opções já definidas e a pessoa precisa escolher entre eles.

A pesquisa qualitativa é aquela que usa campos abertos, sem opções para a pessoa escolher. É mais exploratória, em que a pessoa pode responder mais livremente. Ela é usada para se aprofundar mais em um tema, olhando para as impressões, opiniões e atitudes das pessoas.

Como cada pesquisa de mercado envolve diferentes estratégias de marketing, é legal saber que um tipo não conflita com o outro, e que eles podem ser usados em conjunto.

Dê uma olhada em alguns métodos para coletar informações:

  • Enquete (boa opção para quem deseja fazer uma pesquisa de mercado online)
  • Entrevistas (qualitativa, demandam mais tempo e esforço)
  • Avaliações (entende o que as pessoas pensam do seu produto/serviço)

Aliás, pode não parecer, mas neste texto aqui, Neil Patel, que é um dos gurus do marketing digital, provou como fazer pesquisa de mercado no Facebook pode sim dar bons resultados.

# Passo 5: Crie seu formulário

Para elaborar as perguntas que sua amostragem terá que responder, pensa no tipo de resposta que você deseja obter. Isso vai facilitar na hora de criar uma pergunta objetiva e direta.

Dica de ouro: teste o questionário com algumas pessoas próximas para aperfeiçoar as perguntas antes de disponibilizá-lo para a amostragem.

# Passo 6: Aplique a pesquisa

Disponibilize o roteiro de perguntas para o seu público-alvo e defina datas de início e fim.

#Passo 7: Analise os dados colhidos

Reúna todos os dados e faça suas análises. Lembre-se de voltar ao objetivo da pesquisa de mercado e responder à questão do problema inicial.

Nossa dica é que sua equipe prepare um relatório com os dados e algumas possíveis soluções ou próximos passos.

Ferramentas para uma pesquisa de mercado assertiva

O básico você já tem, agora vamos além. Veja as ferramentas que sugerimos para que sua pesquisa de mercado seja eficiente, independente da etapa do seu negócio.

  • Google Analytics: é uma boa maneira de fazer uma pesquisa de mercado online, olhando exatamente para o comportamento de quem acessa seu site, aplicativo ou plataforma.
  • Think with Google: lá você encontra relatórios, artigos e ideias não só sobre o comportamento do consumidor, mas também insights e tendências de marketing e de tecnologia.
  • SurveyMonkey: crie seus formulários direto na plataforma, com diversos templates já pré-definidos.
  • Base Certa: essa é uma plataforma muito útil para a consulta de informações cadastrais de pessoas físicas e jurídicas. Isso serve tanto para identificar características do seu público-alvo, quanto para a própria colheita de informações (pesquisa secundária). Além disso, ela higieniza e enriquece sua base de dados. Afinal, para que sua pesquisa chegue realmente ao seu usuário é essencial que sua base de contatos esteja atualizada e com dados validados.
  • SEMrush: use essa ferramenta para fazer uma análise da sua concorrência. Essa é uma parte bem importante da pesquisa de mercado e nessa plataforma você consegue comparar, por exemplo, audiência e palavras-chaves.
  • SMS: o envio desse tipo de mensagem acontece em massa e de uma única vez, o que é ideal para atingir toda a sua base de amostragem. Além de grande efetividade, enviar o link do formulário da sua pesquisa por SMS pode ser uma estratégia de baixo custo.

Aprenda mais!

Descubra outras maneiras de conhecer e saber mais sobre o seu cliente. Clique aqui!

0 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar