Guia completo sobre como vender mais e melhor

Conseguir vender mais e melhor é o seu objetivo? Então este post vai te ajudar! Sabemos que o setor de vendas é uma das principais engrenagens de uma empresa e quando ele alcança suas metas, todo o negócio é favorecido.

Vender é uma arte. Atrair, conquistar e convencer não são tarefas fáceis e exigem diversas técnicas, habilidades e ferramentas. Trata-se de um processo complexo e repleto de detalhes, mas muito vantajoso.

Diante da relevância do tema, resolvemos produzir este guia completo sobre como vender mais e melhor. Aqui você encontrará estratégias de vendas, dicas sobre análise de crédito e muito mais!

Podemos começar? Faça uma boa leitura e aproveite bem as informações!

Os pilares para o sucesso das vendas

Afinal, o que faz uma equipe vender mais e melhor? Logo de início, é preciso deixar claro que não existe uma fórmula exata. Por outro lado, podemos identificar alguns aspectos que fazem a diferença para o resultado alcançado.

Vender bem é uma meta comum a todas as empresas, mas ela depende de um funcionamento estratégico e focado de todos os setores da organização. Em outras palavras, os vendedores não conseguem bons resultados quando as demais áreas não cumprem com o seu papel.

Dessa forma, para aumentar as vendas é preciso que todos os pilares estejam em sintonia com:

  • marketing eficiente;
  • boas estratégias de vendas;
  • produto inovador e de qualidade;
  • estoque equilibrado;
  • relacionamento saudável com fornecedores;
  • análise de crédito criteriosa.

Quais as principais técnicas para vender mais e melhor?

Convencer alguém a comprar um produto ou serviço é uma tarefa desafiadora. Além de vontade e carisma, o uso de boas estratégias é essencial.

Manter sua equipe treinada é fundamental, mas você sabe quais as melhores técnicas de vendas? Para ajudar, preparamos um breve resumo sobre ações que podem ser adotadas e que trazem bons resultados. São elas:

  • prenda a atenção do cliente e ganhe a sua confiança;
  • faça o cliente desejar o seu produto;
  • planeje sua abordagem antes de iniciar a conversa;
  • trabalhe com informações verdadeiras;
  • diversifique seus canais de vendas.

Quando falamos em prender a atenção do cliente, queremos destacar que o vendedor precisa adotar uma postura que transmita confiança e empatia, transformando-se em autoridade no assunto.

Em seguida, é preciso fazer o consumidor desejar o produto. Em muitos casos, ele tem um problema ou alguma demanda, mas não sabe do que precisa. É nesse momento que o vendedor deve apresentar a solução e reforçar seus benefícios.

Planejar a abordagem é mais uma boa prática que traz bons resultados, pois reduz a insegurança do vendedor e torna o diálogo mais fluido e produtivo. Além disso, é preciso trabalhar com informações verdadeiras e jamais subestimar o conhecimento de seu cliente.

Por fim, mas de igual importância, é interessante investir em diversos canais de vendas. Quanto mais opções o consumidor tiver à sua disposição, mais fácil será concluir o negócio.

Como unir essas estratégias aos demais pilares?

As técnicas de vendas são importantes, mas sozinhas não garantem que sua empresa atinja as metas. Afinal, para vender mais e melhor é necessário que o produto atenda às demandas do mercado e que o marketing ajude a prospectar clientes, por exemplo.

Você deve ter percebido que o processo funciona como uma máquina, em que todos os componentes devem funcionar adequadamente. Na prática, isso significa que é preciso unir as estratégias de vendas aos demais pilares. Essa é a única maneira de conquistar boas vendas e aumentar a rentabilidade do negócio.

O marketing deve ser eficiente e destacar os benefícios do produto, exercendo o seu papel de atrair a clientela com eficiência. O produto, é claro, deve ser inovador e de extrema qualidade, especialmente porque o consumidor contemporâneo valoriza essas características.

A análise de crédito não pode ser ignorada. Isso porque vender bem é um conceito que não refere-se apenas à quantidade de contratos firmados, mas à qualidade dos mesmos. Em outras palavras, é fundamental que o capital proveniente das vendas seja real e entre no caixa da empresa no prazo certo.

Por fim, o estoque deve estar em harmonia com o consumo. Afinal, de nada adianta vender e não entregar o produto na quantidade e tempo acordado. Para isso, é essencial estabelecer um bom relacionamento com os fornecedores e investir na logística e no pós-venda.

Viu só? Os resultados só serão realmente expressivos quando todos esses fatores estiverem presentes. Se algum deles falha, todo o processo pode ser comprometido. Pense nisso!

A importância da análise de crédito

O que você prefere: vender muito, mas não receber, ou vender menos, e receber? É provável que você tenha preferido a segunda opção a correr o risco de vender e não ver o retorno do seu esforço se transformar em capital para a empresa.

A boa notícia é que não é preciso fazer essa escolha. É possível vender muito e garantir que o cliente honre com seus compromissos. O segredo para isso? Aprender como realizar uma boa análise de crédito!

Confira, a seguir, algumas informações relevantes sobre esse processo.

O que é análise de crédito?

Análise de crédito é o processo pelo qual a empresa verifica a probabilidade de um cliente tornar-se inadimplente. Em linhas gerais, é feita uma pesquisa e avaliação sobre aspectos financeiros e pessoais para definir se é interessante ou não conceder o crédito.

Em geral, os vendedores devem fazer essa avaliação antes de qualquer venda a prazo. É importante lembrar também que, para tornar o processo mais rápido, seguro e discreto, é possível contar com o apoio de recursos tecnológicos.

Algumas ferramentas fazem pesquisas automatizadas em banco de dados externos e entregam um relatório com dados importantes, como a existência de pendências, negativações e protestos.

Por que ela é tão importante para as empresas?

Conforme mencionado, prospectar clientes e convencê-los a comprar é apenas o início do processo de vendas. Receber é tão importante quanto vender e, por isso, é preciso muito cuidado na hora de conceder crédito.

A análise de crédito é uma espécie de escudo. Mesmo não eliminando em 100% as chances de o cliente não honrar com suas responsabilidades, ela minimiza a quantidade de devedores de um negócio.

Conhecer o passado e o comportamento financeiro de alguém é a melhor maneira de prever suas ações. Uma pessoa endividada e com muitas contas em atraso tem mais probabilidade de tornar-se inadimplente, não é mesmo?

Por isso, a análise de crédito é essencial para que uma empresa continue com suas atividades. Quem vende para qualquer um, sem precaução ou avaliação, está correndo um sério risco de não receber.

Os benefícios da análise de crédito no processo de vendas

Ainda não se convenceu que a análise de crédito é essencial para sua empresa? Apesar das consequências negativas experimentadas por quem ignora esse procedimento, muitos gestores o deixam em segundo plano.

Para que isso não aconteça em sua empresa e você entenda de vez a importância de fazer uma concessão de crédito segura e embasada, selecionamos os principais benefícios dessa estratégia. Acompanhe!

Reduz o número de clientes inadimplentes

Quanto melhor e mais qualificada é a sua análise de crédito, menos clientes inadimplentes você terá em sua carteira.

A questão é bem simples. Uma avaliação bem executada sobre as condições financeiras e o histórico do consumidor no mercado permite que o crédito só seja confiado a quem realmente merece e pode pagar por ele.

Dessa maneira, as chances de um cliente não pagar suas dívidas é menor. Em um cenário de alta concorrência, o número de inadimplentes pode ser decisivo para que o negócio cresça ou comece a enfrentar sérios desafios.

Melhora a produtividade da equipe

Como medir a produtividade de uma equipe de vendas? Um dos fatores a ser analisado é exatamente a quantidade e a qualidade das vendas realizadas.

Diante disso, pode-se dizer que a análise de crédito melhora a produtividade do grupo. Com uma venda a prazo mais criteriosa, as taxas de recebimento são bem maiores e os maus pagadores são evitados.

Observe que produtividade e qualidade caminham lado a lado. Portanto, se o seu negócio enfrenta desafios nesse quesito, experimente investir na análise de crédito e dê aos seus colaboradores condições de avaliar e decidir quando uma venda é vantajosa ou não.

Otimiza o processo de concessão de crédito

Conceder crédito sem uma análise minuciosa sobre o histórico e condições do cliente pode ser bem demorado. Afinal, haverá sempre a dúvida e a insegurança de estar confiando em alguém que representa um risco às finanças empresariais.

A otimização do processo de concessão de crédito é mais uma vantagem importante dessa ação. O que acontece é que as decisões passam a ser tomadas com mais segurança e rapidez, além de serem mais eficientes.

Em resumo, você consegue conceder crédito à pessoa certa com tranquilidade, embasamento e agilidade, o que gera benefícios às equipes de vendas, finanças e análise de crédito.

Garante mais segurança às suas transações

Segurança e análise de crédito são conceitos que também seguem juntos. Afinal, uma das razões para investir nessa técnica é proteger a empresa dos transtornos gerados pela inadimplência.

Talvez você ainda não saiba, mas 62,7% das famílias brasileiras estão endividadas. De acordo com a CNC (Confederação Nacional do Comércio), esse é o maior patamar desde 2015 e revela que as empresas precisam ter cautela com as vendas a prazo.

Sem dúvida, a análise de crédito é a primeira estratégia para blindar as finanças empresariais e reduzir os índices de devedores. Lembre-se de que é preciso fechar negócio com a pessoa certa, caso contrário, os prejuízos serão tão devastadores quanto não vender.

Aumenta a motivação e engajamento dos funcionários

Vender mais e melhor também dependerá da motivação e engajamento de seus funcionários. Essa é uma premissa reconhecida por quase todos os gestores, mas muitos não percebem que o grande número de devedores afeta o estado de espírito dentro da empresa.

Quando um negócio passa por problemas financeiros e precisa trabalhar incansavelmente para recuperar dívidas e combater a inadimplência, a motivação do grupo é afetada — é como se o seu esforço não fosse suficiente.

O inverso acontece quando tudo está operando dentro da normalidade. É claro que, dificilmente, você terá 0% de inadimplência, mas o controle desse índice garante um ambiente empresarial mais saudável, tranquilo e motivador.

Equilibra o fluxo de caixa da empresa

A empresa gasta para suprir seus estoques e manter colaboradores e toda a sua estrutura operacional. A forma de pagar esses investimentos é por meio das vendas. Assim, quando o cliente não paga, falta capital e as dificuldades começam a surgir.

Percebeu como a inadimplência afeta o fluxo de caixa empresarial? Quanto maior o número de devedores, mais desequilibrada é a relação entre despesas e receitas. Por esse motivo, muitas organizações operam endividadas até deixarem de existir.

A análise de crédito é mais uma aliada. Ao escolher o cliente que merece confiança, você favorece que as receitas sejam suficientes para pagar as despesas e, ainda, gerar bons lucros.

Reduz os riscos de fraudes

O controle de fraudes é uma das grandes preocupações do varejo. Diariamente, é preciso investir em mecanismos que evitem o uso de dados de outras pessoas, de cartão de crédito clonado e diversos outros golpes comuns no mercado.

Apesar da complexidade do problema, uma boa análise de crédito pode minimizar essas ocorrências. Afinal, é feita uma avaliação sobre as informações apresentadas pelo cliente e isso garante uma tomada de decisão mais segura.

Portanto, é possível vender mais e melhor sem expor o negócio a riscos. Com planejamento, análise de crédito e o uso de dados atualizados, você consegue assegurar que pessoas má intencionadas não vão prejudicar a empresa.

A relação entre sistema de cobranças e aumento de vendas

Este guia é sobre como vender mais e melhor, mas neste tópico vamos falar sobre sistema de cobrança. Pareceu confuso e sem sentido? Acredite, essa é uma equação que dá muito certo e traz excelentes resultados.

Sempre falamos sobre a importância de fazer investimentos em vendas. Um negócio de sucesso é aquele que consegue vender bem sem elevar seus custos, não é mesmo?

Diante disso, muitos gestores focam apenas na atração do público-alvo e nas técnicas de vendas e acabam ignorando um fator essencial: o relacionamento entre a empresa e seus clientes.

Seu negócio conversa com os consumidores? Há um contato contínuo e saudável? Muitas organizações deixam de lado esse fator e se esquecem de fomentar e garantir que a relação seja sólida e duradoura.

O que queremos destacar é que se aproximar do seu público também proporciona boas vendas e que um sistema de cobranças pode ajudar com essa tarefa. Quer saber como? Confira!

Ajuda a conhecer o perfil do cliente ideal

Uma análise de crédito eficiente é pautada em informações, especialmente aquelas que demonstram o comportamento financeiro do cliente.

O sistema de cobrança utiliza inúmeros dados, como score de crédito, registros financeiros e situação fiscal para operar. O interessante é que todas essas informações são úteis no processo de vendas e ajudam a traçar um perfil do seu cliente.

Aprimora o processo de cadastro dos consumidores

Empresas que utilizam sistemas de cobrança têm uma preocupação muito maior com os seus cadastros. Mais do que isso, elas se preocupam em aproveitar bem todos os dados disponíveis — uma habilidade que pode ser aproveitada durante as vendas.

Ao investir nessa tecnologia, você terá o cuidado de coletar mais informações, como referências pessoais e financeiras, contatos e endereços. Esses formulários serão de grande importância na hora de fazer a análise de crédito e ajudarão a reduzir a inadimplência.

Em resumo, o banco de dados pode ajudar você a vender com mais qualidade. Sua equipe não apenas alcançará bons índices de vendas, como trará mais receita para o negócio.

Garante uma base de dados atualizada

O uso inteligente dos dados só é alcançado quando o negócio conta com informações atualizadas. Afinal, de nada adianta ter um banco de dados enorme, mas repleto de números e contatos antigos e sem utilidade.

Ao trabalhar com um sistema de cobrança, seus cadastros passam a ser atualizados automaticamente. Com isso, a tarefa de vender mais e melhor torna-se muito mais simples, já que você conseguirá oferecer o produto certo ao perfil de seu cliente e fidelizá-lo por meio de estratégias de relacionamento.

Amplia as fontes de informações do negócio

Você já sabe que precisa trabalhar com informações atualizadas no processo de vendas. Mas é preciso ir além e compreender que suas fontes devem ser variadas, de qualidade e completas.

Na era da informação, não há como comandar um setor e uma empresa sem elas, não é mesmo? Você precisa ficar atento às operações realizadas pelos seus clientes, suas pendências, ações e protestos.

Contar com dados provenientes de fontes confiáveis e externas traz mais confiabilidade e segurança às suas decisões e favorecem suas vendas.

Monitora e controla o comportamento do cliente

Que tal monitorar o comportamento e o histórico financeiro de sua carteira de clientes? Isso, sem dúvida, ajudaria a vender mais e avaliar qual consumidor merece receber crédito da sua empresa.

Esse é mais um benefício de usar a tecnologia. Por meio de um software, é possível descobrir a situação fiscal, o score de crédito, a existência de dívidas e diversas outras situações que podem ajudar você durante a concretização da venda.

Reduz custos para a empresa

Reduzir custos é um dos maiores desejos das empresas. O interessante é que o investimento em um sistema de cobrança pode contribuir para essa meta, já que ele faz cálculos de maneira automática e reduz os erros existentes no trabalho manual.

Vale destacar que o emprego dessa ferramenta libera seus colaboradores para outras tarefas. Ou seja, sua equipe de vendas pode ser fortalecida sem que a cobrança e a análise de crédito sejam comprometidas.

A continuidade do relacionamento por meio do pós-venda

Para finalizar este post, resolvemos falar um pouco mais sobre o pós-venda. Afinal, muitas empresas ainda não compreendem a importância desse processo e acabam perdendo a oportunidade de realizar novas vendas no futuro.

Você é daqueles que acreditam que a venda está encerrada com a entrega da mercadoria ou da execução do serviço? Se a reposta for positiva, é hora de repensar suas estratégias e ficar mais atento à essa nova fase.

Já não é novidade dizer que prospectar novos clientes é mais caro do que fidelizar. Naturalmente, o esforço necessário para atrair e conquistar alguém que não conhece seu negócio é muito maior do que aquele dedicado para garantir a fidelidade e a satisfação de quem já comprou.

É nesse ponto que as estratégias de pós-venda fazem toda a diferença. Quando a organização demonstra sua preocupação em ouvir seu cliente, dar suporte e garantir que sua experiência seja a melhor possível, ela está ganhando sua confiança e preferência, o que pode gerar vendas no futuro.

Imagine um cliente que comprou um aparelho eletrônico de uma empresa, mas enfrentou problemas pouco tempo depois. Nesse caso, a postura adotada pelo negócio pode ser decisiva para a manutenção do relacionamento.

Quando há a prestação de um suporte adequado, rápido e eficiente, o consumidor sente-se amparado e o problema não será suficiente para abalar sua confiança. Por outro lado, quando ele é ignorado, há uma insatisfação e isso costuma ser repassado para outros consumidores — em sites de reclamação e redes sociais, por exemplo.

Por isso, invista no seu pós-venda! Saiba que consumidores infelizes são responsáveis por mais de 80% da propaganda negativa de um negócio. Isso significa que a sua falta de atenção e dedicação pode prejudicar bastante sua reputação e suas vendas.

Os resultados alcançados com as estratégias apresentadas

Ao longo deste material trouxemos dicas e informações valiosas com o objetivo de transformá-lo em um verdadeiro guia para empresas que precisam vender mais e melhor.

Como ficou claro, essa não é uma tarefa simples. Na verdade, vender bem é um desafio para a maior parte dos empresários e isso independe do porte ou área de atuação da empresa. Não há segredos ou fórmulas mágicas, apenas muito trabalho e estratégia.

As boas práticas apresentadas são eficientes e garantem bons resultados. Ao colocá-las em prática, você conseguirá desfrutar de todos os benefícios apresentados e garantirá um nível de competitividade importante.

Portanto, para finalizar este post podemos afirmar que o aumento das vendas é algo que só depende de você. As informações e ferramentas necessárias já são de seu conhecimento, basta colocar em prática o que aprendeu e investir nos recursos certos.

Ah! E não se esqueça: vender mais e melhor requer uma boa análise de crédito. Afinal, você não precisa correr o risco de enfrentar uma alta inadimplência e ver suas finanças serem afetadas pelas dívidas de seus clientes, não é mesmo?

Quer ter uma carteira de clientes mais saudável?

Uma carteira de clientes saudável melhora suas vendas e reduz as chances de fraudes e inadimplências. Quer aprender como conquistá-la? Clique aqui e confira mais um post do nosso blog!

Deixe uma resposta