Spoofing: saiba o que é, os principais ataques e como proteger a sua empresa

Saiba o que é Spoofing

É praticamente impossível viver sem tecnologia. Mas, junto às facilidades que ela promove, infelizmente, também precisamos conviver com problemas como o spoofing.

A palavra significa falsificação, porém remete a crimes cibernéticos, cada vez mais comuns para usuários de redes sociais e comunicadores instantâneos.

Saber mais sobre ataques de spoofing é uma forma de identificá-los e combatê-los. Leia o texto e se informe! 

O que é Spoofing?

Spoofing é o que muitos advogados chamam de crime de falsidade ideológica. Consiste, basicamente, em enganar pessoas, por meio de ferramentas, como WhatsApp, E-mail, entre outros, assumindo uma outra identidade.

Trata-se de uma situação que está cada vez mais comum. Quanto mais a tecnologia evolui para que possamos efetuar pagamentos com rapidez e praticidade, ou mesmo acessarmos informações em sites, maiores são as chances de algum tipo de fraude.

Quais os tipos mais comuns de Spoofing?

Infelizmente, existem vários tipos de Spoofing, ou seja, diversas oportunidades de a gente ser enganado usando a internet.

Para evitar essa situação, é importante conhecer as modalidades de Spoofing. Esse conhecimento faz com que a gente crie estratégias para nos protegermos. Veja só!

Spoofing de ID

Nesse tipo de golpe, o telefone da vítima é clonado para que o malfeitor tenha acesso às suas redes sociais. 

Por meio desse método, o cibercriminoso evita a necessidade de realizar autenticação de dois fatores, facilitando o acesso às informações pessoais.

A vítima, infelizmente, acaba perdendo suas redes sociais e pode ter prejuízos com aplicativos bancários.

Spoofing de e-mail

Por meio desse método, o cibercriminoso encaminha um e-mail em nome de uma instituição idônea. 

A elaboração desse tipo de golpe é que o infrator se especializa em copiar as publicações da empresa, como o logotipo, as cores, fontes e outras informações, tornando a mensagem enviada semelhante a uma fonte confiável.

No e-mail encaminhado, pode haver solicitação de pagamentos ou anexos nos quais contém algum tipo de vírus ou malware.

Spoofing de DNS

Nesse tipo de Spoofing, as URLs e endereços de e-mail são desviados para um IP diferente, levando os usuários para sites diferentes do que estavam buscando, no qual contém malware.

Chamado também de envenenamento de cache, o Spoofing de DNS também coleta dados das vítimas, mas, principalmente, infecta computadores e a rede do usuário como um todo.

Spoofing de chamadas e/ou SMS

Por incrível que pareça, esse tipo de crime ainda é comum. Imagina só: o telefone toca e do outro lado da linha há um atendente fazendo a cobrança de alguma conta que está em aberto.

Por estar atrasada, a cobrança é incisiva e você, com receio de pagar taxas desnecessárias por ter se esquecido de fazer o pagamento, acaba saldando a falsa dívida.

Esse golpe também pode acontecer via SMS. Uma mensagem de cobrança é encaminhada à vítima com links ou códigos para realização de pagamentos. Mas a mensagem e o link são falsos.

Diferença entre Spoofing e Phishing

Tanto o Spoofing quanto o Phishing induzem a vítima ao erro por meio de um golpe, uma situação em que o criminoso finge ser outra pessoa ou uma organização.

Porém, o Phishing é uma versão mais simplificada do Spoofing e consiste em levar a própria pessoa a conceder seus dados, os quais serão utilizados de forma perversa.

O Spoofing, por sua vez, são crimes estruturados para enganar a vítima, fazendo-as acreditar que a fonte é confiável.

Como proteger sua empresa?

Se o Spoofing é um risco para a Pessoa Física, é um transtorno ainda maior para a Pessoa Jurídica.

Por mais que os crimes virtuais estejam cada vez mais sofisticados, deixar-se invadir por ataques de Spoofing pode deixar uma imagem ruim para a sua organização.

Uma imagem de vulnerabilidade pode ser negativa para o seu negócio. Afinal, seus clientes terão seus dados vazados. E ninguém quer isso. Por isso, é importante proteger-se contra essas fraudes.

Use antivírus

Segurança é essencial para qualquer empresa. Se tem algo com que não vale a pena economizar é com a proteção do seu negócio.

Atualmente, a maior parte das organizações contam com o uso de computadores e mobiles para as suas atividades. Se esse é o seu caso, usar o antivírus não é uma opção, e sim uma necessidade.

Treine sua equipe

Uma das formas principais de se evitar cair em golpes é pelo conhecimento. Quanto mais informações tivermos para proteger nossos dados, mais seguros ficamos.

Diante disso, não hesite em compartilhar informações, como as disponíveis neste post, com os seus colaboradores. Treine a equipe para entender os métodos de atuação dos cibercriminosos e, com isso, evitar ataques de Spoofing.

Compartilhe, também, conteúdos sobre esse assunto com clientes e parceiros. Desta forma, se eles receberem e-mails duvidosos da sua empresa, saberão o que fazer.

Não clique em links desconhecidos

A desconfiança é o primeiro indício de que há algo errado com a mensagem recebida. Contudo, os crimes virtuais são tão elaborados que nem sempre você consegue identificar se a fonte é duvidosa ou não.

Recebeu e-mails de outra empresa com uma oportunidade fora do comum? Vale a máxima do conhecimento popular: “quando a esmola é demais, o santo desconfia”.

Antes de clicar em links desconhecidos e conferir se a oportunidade é tudo isso mesmo que está imaginando, escreva para a empresa e pergunte se a mensagem é legítima.

Faça confirmação de dados

Implementar um sistema de confirmação de dados auxilia a sua equipe a garantir que a pessoa por trás da mensagem não está se passando por outra.

Confirmar dados, como RG, CPF, é um desses métodos, mas há outros. Atualmente, contamos com sistemas que incluem biometria facial e assinatura digital.

É importante sempre mostrar para o seu cliente que você se preocupa com a segurança dos dados dele e da sua empresa

Troque a senha regularmente

Uma das maiores habilidades dos praticantes de Spoofing é descobrir as suas senhas. Recomenda-se, por isso, que elas sejam trocadas frequentemente.

Nunca é demais lembrar que sequências numéricas simples, como 1234, ou datas importantes para você, como o dia do aniversário da sua mãe, não devem ser utilizadas como senha.

Informe as tentativas de Spoofing

A união garante que mais pessoas estejam protegidas contra ataques de Spoofing. Caso receba e-mails estranhos e desconfie da veracidade de alguma informação, comunique ao remetente correto. 

Assim, é possível evitar que outras pessoas sejam prejudicadas por criminosos virtuais.
Agora que você já tem informações suficientes para se prevenir contra Spoofing, leia nosso post sobre como “Prevenir fraudes na sua empresa”.

Você também pode gostar