Validação de RG: como identificar documentos falsos

Validação de RG- como identificar documentos falsos
Validação de RG- como identificar documentos falsos

Dentre os documentos de identificação existentes no Brasil, o mais famoso ainda é o RG (Registro Geral), sendo que o seu formato digital já vem sendo utilizado em grande escala, acompanhado do aumento no número de fraudes com o uso do documento, o que exige medidas que permitam a validação de RG com maior segurança e eficácia.

Neste artigo, falaremos sobre as dificuldades para se identificar falsificações e daremos dicas indispensáveis para a validação de RG no mundo digital, com o objetivo de tornar mais seguras as operações de sua empresa.

Os diferentes tipos de RG no Brasil

A dificuldade para se identificar fraudes com o uso do RG se torna ainda maior quando olhamos para o contexto nacional, pois há uma falta de unicidade na emissão do documento, já que cada Estado adota um formato diferente.

Essa miscelânea de layouts traz uma consequência nefasta para o Brasil, uma vez que facilita a atuação de golpistas, que veem maiores oportunidades para falsificação de documentos.

Nesse contexto, dados da Fecomércio (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Ceará) indicam que 63% das empresas do Amapá foram alvos de fraude ou de tentativa de golpes diversos, dentre os quais estão aqueles que focam no momento da contratação de compra de serviços e produtos.

Outro fator de dificuldade é o obstáculo que a digitalização acaba oferecendo por impedir de se ter o documento em mãos, o que costuma facilitar o reconhecimento de uma falsificação por meio da análise de cores e da textura do papel, bem como da comparação entre a foto e a pessoa do portador.

Em razão dessa barreira, mais do que nunca tem sido necessário o uso de outros mecanismos para identificar possíveis falsificações, como o uso de tecnologias antifraude baseadas em biometria facial, a qual permite validar que a pessoa é quem ela diz ser.

Existem, entretanto, algumas medidas que podem ser adotadas por sua empresa a um baixo custo, bastando a aplicação de treinamentos para suas equipes que são diretamente responsáveis pelas análises documentais, conforme veremos mais adiante.

8 dicas para validação de RG

São diversas as formas de se fraudar um documento, sendo que um dos jeitos para evitar de se tornar uma vítima é conhecer vias de validação do Registro Geral (RG), as quais podem ser realizadas por meio da conferência de alguns itens, como:

  • Nome e assinatura do diretor, que são informações padrões encontradas em documentos expedidos em todo o país;
  • Dígito verificador, correspondente à localização de emissão do RG;
  • Fonte do texto, a qual não deve conter inconsistências, como caracteres com tamanhos ou fontes diferentes;
  • Formatação de números, de datas e de outros dados de registro, nos quais também se deve buscar por inconsistências;
  • Fotografia do documento de identificação, devendo ser conferido se a foto é condizente com idade que o portador possuía na época de expedição do documento;
  • Comparação com outros documentos da mesma região, buscando por semelhanças e diferenças entre ambos, como cores, brasões, símbolos, traços e pontos para separação de números etc.;
  • Consultar dados na Receita Federal — com o objetivo de validar informações, como o CPF, o nome e a data de nascimento do portador  — e no site do TSE (Tribunal Superior Eleitoral)  — para confirmar o nome da mãe do portador;
  • Sempre procure pela autenticação da chave de segurança, caso sejam apresentados documentos digitais.

A adoção de medidas simples como essas pode trazer à tona a presença de erros que permitam a identificação de tentativas fraudulentas, mas, para além disso, a evolução digital, certamente, também exigirá que as empresas passem a utilizar outros mecanismos mais complexos no auxílio à prevenção e ao combate a fraudes.

Isso porque muitas falsificações utilizam documentos reais com adulteração apenas das fotos, fazendo com que os dados neles contidos sejam verdadeiros, o que dificulta, e muito, a identificação da fraude e, portanto, pode levar a sua empresa a amargar grandes prejuízos financeiros.

Uma das dicas que demos acima é conferir se a foto é condizente com o perfil do portador, analisando a data de emissão do documento e a sua idade aproximada na fotografia. Contudo, nem sempre isso será suficiente e, para superar esse entrave, saiba, abaixo, como a tecnologia é a resposta. 

Validação de RG no mundo digital

Como o número de dados a ser analisado em um documento é muito grande, sendo multiplicado exponencialmente pelo número de documentos a serem verificados, alguns erros podem acabar passando despercebidos durante a conferência manual, o que também causa lentidão em processos de avaliação de crédito de novos clientes, por exemplo.

Por isso, muitas empresas passaram a adotar sistemas de análise automatizados para validação de documentos de identificação, deixando as verificações manuais somente para casos específicos.

Um dos mecanismos existentes, hoje, é a validação por meio da biometria facial, tecnologia esta que realiza uma análise de centenas de pontos da face e os compara com a foto do documento, exigindo, ainda, uma selfie do usuário como meio de prova de vida.

Além disso, existem informações que podem ser checadas automaticamente em bancos de dados públicos ou privados, o que é possível graças à tecnologia OCR (Optical Character Recognition), da sigla em inglês, ou “Reconhecimento Ótico de Caracteres”, a qual converte imagens em textos editáveis e reconhecíveis digitalmente.

O uso dessa tecnologia, para além da segurança conferida na prevenção às fraudes,  permite a agilidade em cadastros e a facilidade na busca por dados específicos, entre outras vantagens.

A utilização desses mecanismos em conjunto confere maior segurança nas operações realizadas pela empresa, sobretudo no momento do cadastro de um novo cliente, funcionando como uma verdadeira barreira às tentativas de fraude com o uso de documento falso.

Dentre os diversos fatores que garantem a saúde de um negócio, certamente a segurança é um dos pilares de sucesso, sobre o qual a atenção de todo empresário deve se voltar. 

Sabendo disso e, ainda, se você se interessou pelo assunto, leia nosso artigo sobre sistemas antifraude para se aprofundar nos estudos e descobrir como manter a sua empresa mais segura contra fraudes e falsificações.

Você também pode gostar