O reconhecimento facial para vendas já é uma realidade. A tecnologia, que há muito vem deixando a digitação de senhas no passado, já faz parte da rotina no varejo físico e online mundial. Promete revolucionar — ainda mais — a forma como as empresas se relacionam e vendem para seus clientes.

A ideia parece muito futurista ou distante? Pode ser que sim, já que a biometria facial é um assunto relativamente recente no universo corporativo, e mais associado a controles de acesso e ao mercado bancário. 

No entanto, é cada vez mais notória a versatilidade dos programas de reconhecimento de face que, associados a boas estratégias de marketing e inteligência de dados, podem gerar mais vendas e vantagens competitivas em diferentes segmentos e portes.

Quer descobrir o que os sistemas de reconhecimento de imagem podem fazer pela sua empresa também? Acompanhe o artigo e aproveite para dominar o tema!

O que é reconhecimento facial?

A tecnologia por trás da simetria de um rosto humano é das mais interessantes, criando variações que permitem a existência de bilhões de faces diferentes. Se torna ainda mais incrível quando pensamos que todas essas variações ocorrem dentro de um padrão comum a todos.

O que a tecnologia de reconhecimento facial faz é transformar essa composição básica em um padrão geométrico, formado pelas variações individuais que foram traduzidas em pontos de dados. Essa junção é capaz de identificar um indivíduo com uma precisão que chega a 99,9%.

O desenho geométrico é formado a partir de centenas de cálculos algorítmicos que subdividem a imagem de um dispositivo — como a câmera do celular — ou foto em diversos pixels. Algo do tipo: 

Imagem representando as leituras do reconhecimento facial para vendas.

Comparando esses pontos com informações de um grande banco de dados ou com a foto de um documento, é possível encontrar um padrão idêntico ao que foi calculado. Esse face match retorna ao usuário ou ao sistema a identificação positiva da pessoa.

Em resumo, tudo em você pode ser convertido em dados, incluindo a medida da sua cabeça, distância dos olhos, comprimento do queixo, tamanho da testa, boca, largura da testa, entre outros aspectos.

Como essa tecnologia vem mudando as operações de venda e marketing?

Agora, como esse sistema influencia os resultados do universo corporativo? Com o tempo, percebeu-se que o reconhecimento facial voltado para as vendas é uma ótima ferramenta para melhorar as transações. E, apesar de ser uma ideia nova, tem ficado mais claro como o valor da tecnologia facial extrapola os sistemas de segurança.

No e-commerce, as APIs de reconhecimento de imagem servem como uma camada de validação extra dos usuários, quando esquecem sua senha ou precisam inserir informações de pagamento. Já nas lojas físicas, a verificação de identidade pode ser aplicada durante o pagamento de compras e no acesso a serviços exclusivos.

Quem tomou a dianteira do reconhecimento facial para vendas físicas foi a Amazon. A empresa lançou em 2018 na cidade de Seattle a Amazon Go, uma loja sem atendentes físicos. Nela, o cliente escaneia o rosto logo na entrada, pega o produto desejado e sai, sem sequer tirar a carteira do bolso. 

O sistema loga o reconhecimento de imagem à conta do usuário no site, efetuando a cobrança automaticamente. Também, claro, captura ainda mais informações para enriquecer seu Big Data.

Gostou do reconhecimento facial para vendas? Confira como explorar o recurso na sua empresa

Os dados captados pela tecnologia de reconhecimento de imagem podem ajustar o seu comércio para gerar ainda mais vendas, fidelizar seus clientes e construir um relacionamento mais próximo.

Assim, existe uma série de situações em que você pode aplicar a tecnologia, se familiarizar e se preparar para a implementação dentro do seu marketing e comercial. Confira alguns:

Controle de acesso 

Você já deve ter visto o sistema em aeroportos, grandes empresas e até mesmo em condomínios. A biometria facial para liberação de acesso é relativamente popular. Aplique-a na segurança da sua empresa para gerenciar a entrada e saída de funcionários, clientes, fornecedores e visitantes. 

Fraudes nas vendas e na liberação de crédito

Os golpes em vendas a prazo são diversos e geralmente envolvem a falsidade ideológica e a falsificação de documentos. Aplicar um programa de reconhecimento de faces combaterá esses dois crimes, impedindo que terceiros tentem se passar por um cliente idôneo.

Gerenciamento de senhas 

Além do CAPTCHA, você pode incluir o recurso de verificação de imagem para validar a troca de senhas dos clientes e em sistemas acessados por seus funcionários. A melhoria pode reduzir fraudes internas e o roubo de dados confidenciais. 

Lembre-se que o vazamento de informações sensíveis dos clientes pode gerar punições e processos, de acordo com as novas regras da LGPD.

Aprovações financeiras

Muitos bancos e financeiras — principalmente as fintechs — implementaram o sistema para validar cadastros e permitir o acesso a serviços diferenciados. Você pode aproveitar essa onda e adotar o reconhecimento facial para a aprovação de transações complexas ou elevadas.

O mundo não é mais o mesmo, mas você certamente já percebeu isso. Entender como funciona o reconhecimento facial para vendas e suas tendências é fundamental para definir futuras estratégias de negócio e garantir vendas mais seguras. Quem sabe a verificação de identidade não se torna uma realidade na sua operação?

Em busca de resultados reais para o seu negócio? Podemos ajudar!

Nosso objetivo aqui na Assertiva é potencializar ao máximo a segurança e eficiência das relações comerciais, da prospecção à cobrança das dívidas.

Quem busca por inovações merece o máximo retorno que elas podem trazer. Quer conhecer melhor nossas soluções e como elas podem atingir esse patamar na sua empresa? 

Clique aqui para falar com um de nossos especialistas e receber uma demonstração gratuita!

0 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar