O que é documentoscopia e qual a sua importância

O que é documentoscopia e qual a sua importância
O que é documentoscopia e qual a sua importância

Na mesma proporção com a qual são aprimoradas tecnologias para facilitação das relações comerciais, os fraudadores otimizam suas técnicas para aplicação de golpes. Com isso, a documentoscopia é o ramo da ciência que surgiu para criação de métodos que identifiquem a autenticidade dos documentos. 

A falsificação de documentos tem sido cada vez mais comum. Não raramente, são veiculadas notícias sobre operações da Polícia Federal para apreensão de documentos falsificados.

Além disso, o Banco Central sempre publica dados acerca das unidades de notas falsificadas retidas. 

Nesse cenário, a documentoscopia surgiu da demanda por profissionais que pudessem atestar a veracidade de documentos, e este é o tema deste artigo. 

O que é documentoscopia e qual a sua importância?

A documentoscopia é uma ciência relacionada à criminalística, consistente na aplicação de técnicas e no uso de equipamentos específicos para analisar a autenticidade dos documentos. 

Essa ciência abrange análise de documentos dos mais variados tipos e, portanto, socorre-se a diferentes métodos de verificação. Dentre as técnicas de análise, podem ser citadas: exame de tinta, arguição do papel, inquirição da formatação, veracidade dos selos, entre outros. 

A importância da documentoscopia está atrelada ao constante uso de documentos nos mais diversos setores de nossas vidas.

Especificamente para as ciências forenses, ela é essencial para resolver conflitos sobre documentos analisados em um processo e, até mesmo, para identificar crimes de falsidade ideológica.

Para tanto, é determinada a realização de uma perícia documentoscópica. 

Para além do Judiciário, a documentoscopia auxilia pessoas e empresas a reforçarem seus mecanismos de segurança contra a aplicação de golpes. Tem-se tornado indispensável, portanto, a contratação de soluções especializadas na checagem de documentos para a promoção da segurança de todos os envolvidos. 

Formas de falsificação de documentos

Todos os tipos de documentos podem ser alvo de falsificação. Saber como esses crimes geralmente acontecem é fundamental para o desenvolvimento de sistemas de segurança. Pensando nisso, algumas formas de falsificação de documentos são:

Falsificação de documentos públicos

Esses documentos são aqueles expedidos por órgãos públicos, como RG, CNH, títulos de créditos, livros mercantis, testamentos etc.

A falsificação de documentos públicos pode se dar de diferentes maneiras, destacando-se o furto da documentação para posterior adulteração dos dados, o que geralmente acontece com documentos de identificação pessoal. 

Também é possível a falsificação de documentos por meio do envio, pelo criminoso, de links ardilosos a pessoas e empresas, que direcionam a uma página falsa e com mecanismos de acesso a dados da máquina do usuário.

Isso possibilita a confecção de documentos falsos, com as informações de outra pessoa. 

A verdade é que os fraudadores podem se utilizar das mais variadas técnicas para criação de documentos falsos e para adulteração de documentos originais.

Isso pode se dar manualmente (por exemplo, com o recorte da foto de um RG), como por meio da tecnologia (com o uso de programas, como o Photoshop). 

Falsificação de documentos privados

Os documentos privados são aqueles confeccionados sem a intervenção de autoridades públicas, por exemplo, cartões de crédito, crachás de identificação, contratos de prestação de serviços, contrato de trabalho, entre outros. 

As mesmas técnicas ardilosas aplicadas aos documentos públicos podem servir para falsificar os documentos privados. Além das mencionadas, merece destaque a falsificação por intermédio da inserção de assinatura falsa. 

Muito comum em aceites de contratos, tanto físicos como digitais, o fraudador pode lançar uma assinatura que pertence a outrem. Isso é feito copiando a grafia de outra pessoa ou traçando uma marca sem qualquer material de base. 

Tendo em vista a variedade de formas de falsificação de documentos e, ainda, que documentos pessoais não autênticos podem também prejudicar as empresas nas relações comerciais com seus clientes, confira, abaixo, quais as técnicas auxiliam na identificação das fraudes documentais. 

Técnicas para identificar fraude em documentos

Mesmo sem a documentoscopia ou uma análise documentoscópica, existem algumas técnicas de análise simples podem ser adotadas pela sua empresa para identificar ou, ao menos, levantar suspeita acerca de documentos apresentados.

Exemplos de atitudes são: 

  • Ficar atento às características do documento: fazer uma comparação entre os aspectos do documento apresentado e os itens de segurança padrão daquele documento em específico;
  • Fazer perguntas ao titular: conferir se o indivíduo tem conhecimento sobre os dados ali contidos, como data de expedição;
  • Usar plataformas de validação: buscar autenticação da chave de segurança de documentos online, utilizar sites de validação de documentos etc. 

Além do uso dessas técnicas, é essencial buscar por ferramentas tecnológicas que, assim como a documentoscopia, auxiliam na identificação de documentos ilegítimos e, portanto, evitam o cometimento de fraudes

Como a tecnologia pode reduzir as fraudes de falsificação?

Nenhuma empresa está livre da ação de fraudadores, os quais, por mais que tentem aplicar golpes por meios físicos, atuam principalmente via digital. Afinal, não é novidade para ninguém que as ferramentas virtuais têm se expandido a todos os setores da sociedade. 

Os negócios, portanto, devem investir em soluções tecnológicas que combatam as tentativas de fraude de maneira preventiva.

Isso é possível pela adoção de ferramentas que validem documentos, confirmem o recebimento de mercadorias, deem o aceite em contratos, autentiquem a identidade de alguém, entre outros. 

A biometria facial, por exemplo, é uma tecnologia que reconhece centenas de pontos nodais do rosto para confirmar que aquela imagem é compatível com quem a pessoa diz ser. 

Essa solução é um complemento e uma alternativa à documentoscopia, pois é feito um reconhecimento do rosto da pessoa e uma comparação com um banco de dados, liberando, ou não, ao usuário que continue seu cadastro. 

Com essa ferramenta, o seu negócio terá inúmeras vantagens, como  otimização de processos, economia de tempo e realocação de colaboradores para funções que demandem ativo humano. Ademais, reduz drasticamente as chances de aplicação de golpes, tornando a sua empresa mais segura e lucrativa. 

A documentoscopia, de fato, surgiu de um quadro de insegurança que, apesar de merecer atenção, não pode prejudicar o bom andamento do seu negócio.

Para conhecer outras maneiras de se defender contra golpes, leia o nosso artigo sobre como se defender da falsidade ideológica e comece a aplicar técnicas que deixam suas vendas mais seguras. 

Você também pode gostar