Foi-se o tempo em que as vendas eram feitas na base da confiança entre o dono do negócio e seus clientes. A consulta de crédito, que começou lá trás como uma listinha de maus pagadores dos comércios locais, é hoje um passo essencial da venda a prazo.

Consultar crédito passou então a ser uma segurança às novas negociações de empreendedores nas áreas de varejo, empréstimos, financiamentos e consórcios.

Mas você sabia que essa etapa do ciclo de crédito pode ser aplicada também aos seus clientes antigos? Muitas empresas usam essa estratégia para manter a saúde do negócio e gerar oportunidades mais relevantes.

Neste texto, queremos iluminar o porquê você deve realizar a consulta de crédito também na sua carteira de clientes e como fazer isso para manter seu negócio saudável. Vem com a gente!

Relembrando: em que consiste a consulta de crédito?

A consulta de crédito é a pesquisa de informações sobre uma pessoa física ou jurídica antes de conceder o benefício do pagamento a prazo. É um estudo realizado para entender quais as chances de a empresa receber de volta esse dinheiro concedido.

Só para refrescar nossa memória, é bom a gente lembrar aqui que existem diversos tipos de busca de informações. Dentre as principais estão:

  • Consulta por CPF
  • Consulta por CNPJ
  • Consulta por cheque
  • Consulta de protestos

Se você tiver interesse em entender o que cada uma dessas pesquisas investiga, você pode ler mais sobre elas neste texto aqui, no tópico tipos de consulta de crédito.

Bom, entendemos então a ideia de conhecer mais a fundo o perfil desse possível cliente. Quem ele é, como ele se relaciona com o mercado, qual a estimativa de gastos, se existem pendências financeiras etc.

Mas, uma vez que essa pessoa ou empresa se torna meu cliente, por que é que eu preciso passar por esse processo de novo? A resposta você lê no próximo tópico!

Por que você precisa continuar realizando consulta de crédito de clientes antigos?

Antes de entrar efetivamente nas vantagens de refazer a consulta de crédito da sua carteira de clientes já existente, queremos propor uma reflexão.

A estabilidade financeira de uma pessoa ou empresa depende de muitos favores. Alguns controláveis, outros nem tanto. A situação econômica do país, por exemplo, é um fator externo e que pode ter consequências diretas e indiretas. O que queremos dizer é que nada é realmente definitivo e estável.

Ontem, ao fazer a consulta e a análise de crédito de um cliente você encontrou um cenário favorável ao retorno do pagamento. E que bom que você agregou um novo cliente a sua carteira.

Mas, atenção! Isso não significa que essa pessoa/ empresa será sempre uma boa pagadora. Isso porque qualquer instituição pode passar a ter problemas. Como você mesmo sabe, infelizmente, nem tudo sobre tocar um empreendimento é controlável!

O mesmo pode acontecer com um inadimplente. Ele não necessariamente vai ser um mau pagador para o resto da vida. Essa pessoa pode sim se recuperar e até mesmo gerar boas oportunidades pra você.

É pensando nisso que indicamos a consulta de crédito de clientes antigos como reavaliação das condições de negociação.

Mas afinal, o que sua empresa ganha ao consultar crédito de quem já é cliente?

Acompanhar o relacionamento dos seus clientes com o mercado e consultar score de crédito vai trazer benefícios significativos para sua empresa. Dá uma olhadinha nessas vantagens que trouxemos aqui pra você:

Prevenir casos de inadimplência

A consulta de crédito pode antecipar a inadimplência, sendo, assim, uma grande aliada na reavaliação do cliente que já está na casa. Isso é possível porque ao identificar uma diferença de comportamento do seu cliente no mercado, sua empresa pode tomar ações preventivas.

Uma ideia seria tentar chegar a um novo acordo de valores de parcela. Ou então restabelecer uma nova data de vencimento da dívida, talvez um pouco mais para o final do mês.

Gerar novos negócios 

Ao consultar o score do seu cliente e o histórico dele dentro da sua empresa, é possível gerar novas oportunidades de negócio.

Clientes rentáveis e bons pagadores, por exemplo, poderiam receber melhores condições de pagamento. Ou então terem acesso a benefícios exclusivos. Esses tipos de facilidades ajudam na fidelização do seu cliente, principalmente se exposto a uma oferta de um concorrente.

Negociar de maneira assertiva

Se aquele seu bom e fiel cliente, por algum motivo, está com a situação financeira comprometida, seja parceiro dele. Ofereça soluções antes que ele se torne um inadimplente.  

Ou então se um outro cliente já atrasou algumas parcelas no mercado, pense em oferecer a ele descontos no pagamento à vista.

Como dissemos, tudo pode oscilar. E, conforme as dívidas vão sendo pagas, novas condições podem surgir.

Criar relacionamento com o cliente

Acompanhar a situação do seu cliente ou do negócio dele de perto gera relacionamento. Isso porque sua empresa passa a entender o perfil e as necessidades daquela pessoa/ empresa, momento a momento.

Você vai entender, por exemplo, se uma situação de atraso é pontual ou não, os motivos disso acontecer e o que esperar desse cliente. É disso que surgirá seu plano de ação.

Viu como consultar crédito outras vezes ao longo da jornada do seu cliente é importante?

Evitar fraudes

A consulta de crédito pode ser o ponto inicial para evitar uma fraude. Ferramentas como a Crédito Mix podem te ajudar a controlar isso.

Essa plataforma tem a maior base de informações cadastrais do Brasil, o que é extremamente útil na hora de fazer as consultas de crédito e a validação cadastral.

Aumentar seu controle financeiro

Reavaliando as condições de pagamento dos seus clientes, é possível certificar-se (ou não) de que seu caixa vai fechar positivo nos próximos meses. E, consequentemente, agir previamente em função disso.

Dicas rápidas de como fazer a consulta de crédito de clientes antigos

Bom, vamos lá! Se você quer estabelecer o processo de consulta de crédito dos seus clientes antigos, anota aí 5 dicas rápidas (e valiosas):

1) Segmente a carteira de clientes

Separe seus clientes em grupos para facilitar o acompanhamento. Por exemplo, por vendedor, por frequência de compra, por área de negócio.

2) Analise dados atualizados

Uma base de dados do ano passado, dependendo do seu mercado, já não serve. Tudo muda e oscila o tempo todo e o comportamento do seu cliente no mercado não foge disso.

Por isso, conte com uma base de dados com informações confiáveis, válidas e atuais para as suas consultas.

3) Guie-se pela política de crédito da sua empresa

A política de crédito é o caminho mais seguro para continuar fazendo bons negócios com seus clientes. Antes de fazer novas concessões ou até mesmo de renegociar uma dívida, é este o documento que sua empresa tem que ter como base.

Você pode saber como criar a sua política de crédito neste outro texto aqui.

4) Evite concentrar riscos

Olhe para a sua receita e veja se está bem dividida pela sua carteira de clientes. A ideia é que você não dependa apenas de um único (ou poucos) clientes.

Isso diminui suas chances de grandes perdas financeiras em caso de um calote ou saída de cliente.

5) Use ferramentas complementares

Por fim, complete sua análise de crédito com consultas que aumentem sua visão geral do cliente. Validação de dados cadastrais, comprovação de renda e comprometimento da renda são algumas delas.

Antes que você saia… saiba como otimizar sua consulta de crédito!

A gente quer que você saia daqui já colocando em prática o que aprendeu. Ou pelo menos, testando algumas possibilidades, não é mesmo?

A plataforma Crédito Mix realiza consultas por CPF e/ou por CNPJ, a partir do seu processo de análise de crédito. Isso traz muito mais inteligência para a sua consulta!

Fale com a nossa equipe e solicite uma demonstração-teste agora!

333 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar